Tucunaré - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Tucunaré


  Taxonomia
Nativos do rio Amazonas e de seus afluentes, os tucunarés foram introduzidos em açudes nordestinos e em represas do Sudeste, onde se adaptaram bem. Considerados, pelo sabor da carne, os melhores peixes da Amazônia, só não suportam viver em temperaturas  baixas, inferiores a 16o C.
Tucunaré é um peixe carnívoro de escamas pertencente à família dos ciclídeos, a mesma dos jacundás e acarás. O tucunaré-comum (Cichla ocellaris), também chamado, no Nordeste, de furiba ou peixe-zebu, atinge cerca de sessenta centímetros de comprimento e se distingue pelo ocelo que tem na base da nadadeira caudal. O tucunaré-pinima ou tucunaretinga (C. temensis), bem semelhante ao outro, pode crescer até setenta centímetros.
Os tucunarés atingem a maturidade sexual no fim do primeiro ano. Suas larvas alimentam-se de plâncton; os alevinos, de insetos e vermes; os adultos, basicamente de outros peixes. Os machos apresentam, como característica sexual externa, uma protuberância na região frontal. As fêmeas fazem posturas parceladas (até três durante um único período) e, dependendo de seu tamanho, depositam de 3.000 a 4.500 ovos por desova. Em cerca de cinco anos, os tucunarés atingem de três a quatro quilos de peso, mas há registro de espécimes, provavelmente mais velhos, de até oito quilos. Por serem carnívoros vorazes, os tucunarés não são indicados para piscicultura comercial em pequenos tanques.

Veja também: