Truta - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Truta


  Taxonomia
Nativas do hemisfério norte, mas introduzidas em larga escala em outras áreas, as trutas são peixes de carne delicada e saborosa. Criam-se bem em tanques ou rios, mas sempre em água fria, limpa e com alto teor de oxigênio. Na América do Sul, sua criação tomou impulso a partir de cerca de 1920 em países como Chile, Argentina e Brasil.
Truta é um peixe da família dos salmonídeos, da qual o salmão é a espécie típica, mas está entre os peixes de classificação mais difícil. As dificuldades procedem de irregularidades anatômicas e das intensas mutações que apresenta na coloração e nos hábitos. A identificação taxativa de indivíduos puros torna-se quase impossível, devido à hibridação resultante do cruzamento de espécies nativas com as introduzidas.
Apesar disso, distinguem-se entre as mais conhecidas a truta-alemã, parda ou verdadeira (Salmo trutta), da Europa central, e a truta-dourada (S. aguabonita), de áreas montanhosas do oeste dos Estados Unidos. A truta-arco-íris (S. gairdneri) foi a primeira espécie introduzida no Brasil. Seu peso é superior ao das outras espécies: exemplares de quatro anos com quase quatro quilos já foram pescados no país. A criação de trutas, iniciada na serra da Bocaina, estendeu-se com o tempo a várias cidades serranas, como Campos do Jordão SP e Petrópolis RJ.
Em condições naturais, as trutas desovam entre o outono e a primavera. Nessa época, as poucas espécies que migram para o mar retornam para a vida nos rios. As fêmeas depositam os ovos em pequenas covas abertas no cascalho do fundo, onde os machos os fecundam. Nos tanques de criação, as trutas em confinamento são alimentadas seletivamente, de modo que os exemplares de mesma idade se desenvolvam em ritmos diferentes e atinjam o peso de abate -- cerca de 400g -- progressivamente ao longo de todo o ano.

Veja também: