Taturana - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Taturana


  Artrópodes
Taturana na Figueira
As queimaduras provocadas por taturanas fazem-se acompanhar de dor intensa, que se irradia pelo corpo e leva com freqüência ao intumescimento de gânglios. A dor costuma ceder em pouco tempo, embora possa prolongar-se por até mais de 24 horas e associar-se a sintomas generalizados de intoxicação, como febre, náusea e eliminação de sangue na urina.
O nome taturana, com as variantes tataurana e tatarana, aplica-se no Brasil a diversas lagartas de mariposas, também chamadas bichos-cabeludos e lagartas-de-fogo, que têm o corpo revestido de finíssimos pêlos urticantes. Esses pêlos ou cerdas, ligados na base a células glandulares que elaboram substâncias tóxicas, dispõem de pontas muito agudas pelas quais, mal são tocados, inoculam bruscamente seu veneno no homem. As queimaduras ou irritações mais leves resumem-se a uma vermelhidão no local da pele atingido. As mais graves chegam a ocasionar formação de bolhas. Pessoas com tendências alérgicas são as mais predispostas à complicação dos efeitos.
O veneno da espécie Lonomia obliqua, conhecida vulgarmente como "lagarta assassina" e encontrada no Rio Grande do Sul, tem potência comparável ao de uma jararaca. Seu efeito anticoagulante provoca hemorragias e insuficiência renal que podem causar a morte da pessoa intoxicada.
-b

Veja também: