Solo - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Solo


  Geologia

Ao longo dos ciclos terrestres, os solos podem envelhecer por excesso de mineralizaþÒo e recuperar seu estado original de rocha. Esse processo Ú especialmente grave quando acelerado pelo desmatamento e por prßticas agrÝcolas inadequadas, que destroem a fertilidade do solo. Por isso, o estudo dos solos ganha cada vez mais importÔncia.
Em sentido amplo, solo Ú o material superficial da crosta terrestre sobre o qual ocorrem alteraþ§es devidas tanto aos fen¶menos atmosfÚricos como Óqueles gerados pela biosfera, na qual se incluem certas espÚcies animais, vegetais e de microrganismos. Esse material nÒo consolidado recobre as rochas e se confunde com o que os ge¾logos chamam de manto de intemperismo. Em sentido estrito, o solo corresponde Ó parte delgada do manto que oferece as condiþ§es de sustentaþÒo e subsistÛncia necessßrias Ó vida vegetal. Geralmente, os solos contÛm matÚria orgÔnica carbonosa, escura, chamada h·mus. A parte subjacente ao solo se denomina subsolo. O ramo das ciÛncias da Terra que estuda o solo chama-se pedologia ou edafologia.


FormaþÒo do solo. As rochas que afloram sobre a superfÝcie terrestre, submetidas Ó aþÒo modificadora de diversos agentes, dÒo origem aos solos. Um solo pode originar-se de qualquer tipo de rocha: sedimentar, magmßtica ou metam¾rfica. Os principais fatores que influem na formaþÒo do solo sÒo: (1) material da rocha matriz; (2) aþÒo dos organismos vivos; (3) tempo; (4) clima; e (5) relevo.
As caracterÝsticas de um solo dependem em grande parte da rocha matriz, mas hß outros fatores que contribuem decisivamente em sua formaþÒo. O tempo, por exemplo, Ú um fator importante, pois cada tipo de material tem sua velocidade de decomposiþÒo: um folhelho se decomp§e mais rapidamente que uma rocha magmßtica. O clima tem grande influÛncia sobre o intemperismo e, por isso, Ú outro fator de grande importÔncia. A influÛncia do relevo se percebe na diferenþa existente entre os solos das regi§es fortemente inclinadas e os das regi§es planas, devido Ós condiþ§es de drenagem, entre outros fatores.
Chamam-se solos residuais os que repousam sobre a pr¾pria rocha matriz de que derivaram. Nesse caso, observa-se em seu perfil uma transiþÒo gradual do solo para o subsolo, e deste para a rocha matriz. Os solos formados de material trazido de pontos afastados pela aþÒo de agentes geol¾gicos chamam-se solos transportados.


Perfil do solo. Um solo Ú dito maduro quando, depois de sujeito por longo perÝodo a diferentes condiþ§es climßticas, adquire caracterÝsticas peculiares. A seþÒo de um solo maduro mostra um perfil constituÝdo de trÛs horizontes principais, designados A, B e C, que diferem em cor, textura, estrutura e composiþÒo, e variam em espessura. O horizonte A Ú fofo, rico em matÚria orgÔnica, ·til para as culturas; o horizonte B, rico em argilas ou em minerais de ferro e pobre em h·mus, Ú in·til para culturas de ciclo curto; o horizonte C corresponde principalmente Ó rocha decomposta.


ClassificaþÒo dos solos. Os solos se re·nem em classes determinadas primeiramente pelo tipo de clima em que se originaram. Chamam-se lateritos os solos desenvolvidos por processos de intemperismo pr¾prios de climas quentes e ·midos. Ricos em ¾xidos de ferro e alumÝnio com lixiviaþÒo de sÝlica, os lateritos apresentam cor vermelha ou amarela. Tchernoziom (em russo, "terra negra") Ú a nome dado aos solos negros de clima temperado, sub·mido. O solo podz¾lico, de cor cinza, Ú tÝpico de clima frio, ·mido.
No Brasil, hß designaþ§es populares para distinguir tipos de solos. No estado de SÒo Paulo, dß-se o nome de terra roxa aos solos originßrios da decomposiþÒo de diabßsicos ou basaltos. SÒo solos laterÝticos riquÝssimos em ¾xidos hidratados de ferro (e de matÚria orgÔnica, quando virgens), de cor marrom-avermelhada. Podem atingir vinte metros de profundidade. A designaþÒo massapÛ Ú usada no Norte do Brasil para solos pretos argilosos, calcÝferos. Em SÒo Paulo, o mesmo nome se aplica aos solos argilosos, provenientes da decomposiþÒo de xistos metam¾rficos. O salmourÒo Ú um solo areno-argiloso, proveniente da decomposiþÒo de granitos e gnaisses.


Veja também: