Socó - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Socó


  Taxonomia
Ao contrário das garças brancas, comuns em áreas urbanas, os socós vivem recolhidos no mato. Mas as aves dos dois grupos, com pernas e bicos longos, pertencem à mesma ordem, a dos ciconiiformes, e à mesma família, a dos ardeídeos, tendo como principal traço em comum a adaptação à vida aquática.
O socó-grande (Ardea cocoi), de 1,25m de comprimento, 1,80m de envergadura e 3,20kg de peso, também chamado de maguari ou joão-grande, é o maior ardeídeo brasileiro. Com a plumagem cinza-clara uniforme, pescoço branco, topo da cabeça e outros detalhes negros, parece-se com a garça-real (A. cinerea) do Velho Mundo.
O socó-boi ou socó-pintado (Tigrisoma lineatum), de 93cm de comprimento, com bico extremamente longo, só aos dois anos de idade adquire sua plumagem de adulto, que se caracteriza pelo pescoço castanho e o manto pardo-acinzentado com estrias cor de ferrugem. Seu canto forte, emitido na época de reprodução, é dos mais peculiares e já foi comparado ao esturro das onças. A plumagem imatura é basicamente amarelada com listras negras transversais.
O socozinho ou socó-estudante (Butorides striata), de 35 a 45cm de comprimento e plumagem parda rajada, tem pernas curtas e amarelas. Anda agachado como as saracuras e, com hábitos migratórios bem pronunciados, ocorre tanto no interior do Brasil quanto nos manguezais litorâneos.

Veja também: