Sobreiro - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Sobreiro


  Botânica

Nativo do sul da Europa e do norte da África, o sobreiro foi introduzido no Brasil, a princípio, apenas como espécie ornamental. Sua principal característica, no entanto, é a casca esponjosa pela qual a cultivam, em especial nos países do Mediterrâneo e na Califórnia, industrializada como cortiça.
Árvore de 5 a 15m de altura, o sobreiro (Quercus suber) pertence à famíla das fagáceas, a mesma da faia, do castanheiro e do carvalho. De tronco em geral tortuoso, tem folhas coriáceas, brilhantes, serrilhadas e perenes, que são verdes por cima e esbranquiçadas por baixo. O fruto, uma bolota com escamas pouco salientes, é comestível mas amargo e se utiliza na Europa como alimento para o gado.
A cortiça, camada suberosa que reveste o caule, é constituída de células mortas que formam cavidades cheias de ar. O conjunto, impermeável e de grande leveza, tem por principal função proteger a árvore, quer de traumas mecânicos, quer do calor e dos ventos secos do verão em suas terras de origem. O grosso da produção mundial de cortiça é garantido pelos sobreiros da Espanha, Portugal, Itália, sul da França e países do norte da África como a Argélia. Sucedâneos da cortiça legítima são fornecidos por várias outras espécies, como Quercus variablis, do Japão, e o pau-de-cortiça, pau-santo, folha-santa ou pinhão brasileiro (Kielmeyera speciosa), nativo da Bahia a São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Veja também: