Seca - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Seca


  Geografia Fisica

Maior ameaça às atividades agrícolas e pecuárias em quase todo o mundo, a seca tem sido uma das principais causas de deslocamentos de populações em regiões de pobreza acentuada, como o Nordeste brasileiro e vastas regiões da África.
Seca é o fenômeno climático causado pela falta ou insuficiência de chuvas numa região, por um longo período de tempo, o que provoca consideráveis desequilíbrios hidrológicos. A seca ocorre quando a evapotranspiração -- fenômeno que consiste no transporte da água do solo para o ar, através das plantas -- ultrapassa por algum tempo a precipitação. Em outras palavras, existe seca numa região determinada quando acaba a disponibilidade de água para a evapotranspiração.
A seca caracteriza-se pelo esgotamento da umidade do solo, fenecimento das plantas por falta de água, depleção do suprimento de água subterrânea e redução e eventual cessação do fluxo dos cursos de água. Para que se restabeleçam as condições normais de clima úmido, é necessário que as precipitações superem a evapotranspiração. É difícil determinar qual a quantidade de água necessária numa área qualquer, por isso se admite que há seca quando transcorre certo período sem chuvas. Há outros critérios, baseados nas porcentagens das precipitações mensais ou anuais.
Os principais tipos de seca são:
(1) Seca permanente, característica dos climas desérticos, nos quais a vegetação é adaptada às condições de aridez e os cursos de água só fluem depois das precipitações, que em geral caem sob a forma de curtos e pesados aguaceiros. Nos desertos, a agricultura é impossível sem irrigação durante todo o ciclo vegetativo das plantas.
(2) Seca sazonal, típica dos climas semi-áridos, nos quais a vegetação consegue se reproduzir porque as plantas geram sementes e morrem pouco depois, ou porque entram em vida latente durante a estiagem. Apenas os grandes rios, oriundos de áreas de clima úmido, são perenes. A agricultura só pode ter êxito se o cultivo for feito no período chuvoso ou com um processo de irrigação.
(3) Seca irregular e variável, que pode ocorrer em qualquer lugar, de clima úmido ou subúmido. São secas breves, incertas no tempo e no espaço. Limitadas em área e sem uma estação definida, são imprevisíveis, mas ocorrem com maior freqüência no verão, quando as plantas mais precisam de água e os valores da evapotranspiração real se elevam.
(4) Seca invisível, em que não há propriamente interrupção das precipitações, mas elas são insuficientes para compensar a evapotranspiração, mesmo quando as chuvas de verão são freqüentes.


Seca no Brasil. A região semi-árida no Brasil é delimitada pelo chamado Polígono das Secas, no Nordeste, e compreende parte dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e Minas Gerais. O desmatamento é um dos principais fatores do aumento da área do Polígono das Secas. O fenômeno ocorre quando a frente intertropical (FIT) não se desloca até essa área no período outono-inverno. Para o sertanejo nordestino, porém, só existe seca quando as chuvas do chamado "inverno" -- na verdade, o verão --faltam na devida estação.
O Nordeste brasileiro já conheceu, de 1605 até a  atualidade, mais de trinta períodos de seca, algumas de extrema gravidade para a economia local e a sobrevivência física das populações carentes. O governo federal tem tentado combater os efeitos da seca com a construção de grandes açudes, como o de Orós, perfuração de poços tubulares, cacimbas e construção de estradas. As "frentes de trabalho" têm sido um paliativo porque geram empregos e evitam, de certa forma, a migração desordenada.

;}

Veja também: