Sapoti - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Sapoti


  Botânica
O lßtex extraÝdo da casca do sapotizeiro foi durante muito tempo a principal matÚria-prima utilizada na produþÒo de chicletes. PaÝses como o MÚxico exportaram-no em larga escala para os Estados Unidos, onde da adiþÒo a esse lßtex de aromatizantes diversos, como menta ou canela, resultaram as f¾rmulas essenciais das gomas de mascar disseminadas no mundo.
Sapoti Ú o fruto do sapotizeiro, ou sapota (Achras sapota), ßrvore de cerca de 15m de altura, da famÝlia das sapotßceas, nativa da AmÚrica Central e do sul do MÚxico, mas de hß muito aclimatada ao Brasil. Hß espÚcies de sapota originßrias da regiÒo amaz¶nica. Emite folhas elÝpticas, em disposiþÒo alternada, com 5 a 14cm de comprimento por cinco a sete centÝmetros de largura, e dß pequenas flores brancas que geralmente surgem solitßrias nas axilas das folhas.
O fruto, de forma esfer¾ide a ov¾ide, com cinco a sete centÝmetros de diÔmetro, tem a casca muito fina, cor de ferrugem, e encerra de duas a cinco sementes pretas, grandes e lustrosas. A polpa, que contÚm tanino e lßtex quando ainda estß verde, torna-se mole, amarelenta e adocicada quando madura, podendo ser comida ao natural ou em refrescos, xaropes e gelÚias.
Pouco exigente em relaþÒo ao tipo de solo, o sapotizeiro se desenvolve melhor em climas quentes, com mais de 1.000mm de chuvas por ano. Multiplica-se por sementes, mas esse mÚtodo pode alterar muitas de suas caracterÝsticas. Dß-se por isso preferÛncia ao plantio de mudas obtidas por enxertia, que podem comeþar a frutificar desde o quarto ano. Um pÚ adulto chega a dar de mil a trÛs mil sapotis por ano. Os frutos contÛm cßlcio, f¾sforo, ferro e doses modestas de vitaminas B1, B2 e C.