Rudolf Virchow - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Rudolf Virchow


  Biografias
Com o aforismo omnis cellula e cellula (toda célula deriva de outra célula), o médico Rudolf Virchow sintetizou a ideia segundo a qual as doenças se transmitem não entre órgãos e tecidos, mas principalmente através de suas células individuais.

Rudolf Carl Virchow nasceu em 13 de outubro de 1821 em Schivelbein, Prússia. Doutor em medicina pela Universidade de Berlim em 1843, tornou-se residente no Hospital Charit, onde estudou histologia patológica e descreveu, em 1845, um dos primeiros casos de leucemia conhecidos. Como diretor de uma publicação médica, Virchow adotou postura crítica frente a medicina oficial, que reformou ao pesquisar uma epidemia de febre tifoide na Alta Sílica, atribuída por ele a deficiência das condições de higiene em que viviam as camadas mais pobres da população. Participou dos movimentos revolucion rios de 1848 contra o governo prussiano, o que provocou sua destituição temporária e a redução de responsabilidades no Hospital Charit.

No ano seguinte, transferiu-se para a Universidade de Würzburg e ali ocupou a cátedra de anatomia patológica. Desempenhou brilhante trabalho docente, ao mesmo tempo que empreendeu pesquisas em que investigava as causas das doenças, com ˆênfase na reprodução celular. Em 1856, Virchow criou a cátedra de anatomia patológica na Universidade de Berlim e fundou um instituto patológico, onde trabalhou durante o resto da vida. Elegeu-se em 1859 para a câmara berlinense e para o Parlamento prussiano, onde se contrapôs a Bismarck.

Virchow foi também atuante nos campos da bacteriologia e da antropologia. Atraído pela arqueologia, viajou com Heinrich Schliemann, descobridor de Tróia, ao sítio onde existiu essa cidade. Membro de sociedades científicas e do Reichstag alemão entre 1880 e 1893, Rudolf Carl Virchow morreu em Berlim, em 5 de setembro de 1902.


Veja também:




Copyright © 1999 - 2021 - Development by Dolci Tecnologia. Todos os direitos reservados