Roland Barthes - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Roland Barthes


  Biografias
A aplicaþÒo de mÚtodos de anßlise originßrios da ling³Ýstica aos mais diversos campos disciplinares constituiu uma das grandes contribuiþ§es de Roland Barthes Ó cultura contemporÔnea.
Roland GÚrard Barthes nasceu em Cherbourg, Franþa, em 12 de novembro de 1915. Acometido de grave afecþÒo pulmonar, tardou a concluir seus cursos universitßrios de filologia e lÝnguas clßssicas, mas a partir de 1943 ocupou vßrios cargos acadÛmicos.
Seu primeiro livro, Le DegrÚ zÚro de l"Úcriture (1953; O grau zero da escritura), constituiu um exame das arbitrariedades da linguagem. Decidido partidßrio da concepþÒo estruturalista, Barthes considerava que a semiologia -- estudo dos signos -- devia integrar-se Ó anßlise geral das relaþ§es entre os termos ling³Ýsticos, e que isso nÒo se limitava Ó linguagem verbal, mas se estendia a qualquer outro Ômbito da realidade. Desta forma, em Mythologies (1957; Mitologias) e La Tour Eiffel (1964; A torre Eiffel) analisou os sÝmbolos e atitudes da burguesia; em SystÞme de la mode (Sistema da moda) estudou os c¾digos que regem o universo mencionado no tÝtulo; e em Sur Racine (1963; Sobre Racine), Le Plaisir du texte (1972; O prazer do texto) e S/Z (1970) apresentou sua concepþÒo da anßlise literßria como exame nÒo da hist¾ria dos estilos, mas dos "signos da literatura".
Apesar de seu prestÝgio intelectual, que em 1976 lhe valeu a primeira cßtedra de semiologia literßria no CollÞge de France, Barthes s¾ teve sucesso popular quando adotou um estilo mais acessÝvel em Roland Barthes par Roland Barthes (1975) e Fragments d"un discours amoureux (1977; Fragmentos de um discurso amoroso). Roland Barthes morreu em 26 de marþo de 1980, num acidente de autom¾vel.
/

Veja também: