Roberto Rossellini - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Roberto Rossellini


  Biografias
Cineasta original, Rossellini é conhecido como um dos criadores do neo-realismo italiano. O movimento, que floresceu após a segunda guerra mundial, projetou diretores como Vittorio de Sicca e Luchino Visconti.
Roberto Rossellini nasceu em Roma, Itália, em 8 de maio de 1906. Filho de um rico arquiteto e escultor, viajou por toda a Europa. Em 1931, o governo fascista confiscou a fortuna paterna e, três anos depois, Rossellini passou a trabalhar para o cinema. Seu primeiro longa-metragem, La nave bianca (1941; Navio branco), foi encomenda da Marinha, a qual objetou ao tom pacifista do trabalho. Durante a segunda guerra, fez filmes de propaganda oficiais, enquanto registrava as atividades da resistência em segredo. Utilizou as imagens no filme Roma, città aperta (1945; Roma, cidade aberta), retrato realista da ocupação alemã, que valeu a Rossellini o título de "inventor" do neo-realismo.
Seguiu-se Paisá (1946), com roteiro de Federico Fellini, em que Rossellini também dirige atores não-profissionais. O filme apresenta em forma de reportagens a vida italiana logo após a libertação do país. O cineasta deu continuidade à técnica de reconstituir a vida em filmes que exploram temas como a religião e o sentido da liberdade, como Germania, anno zero (1947; Alemanha, ano zero), Stromboli, terra di Dio (1949), Francesco, giullare di Dio (1950; Francisco, arauto de Deus), Europa 51 (1952), Viaggio in Italia (1953; Viagem à Itália) e India (1958). O estilo de Rossellini influenciou cineastas como Fellini.
Na década de 1950, Rossellini envolveu-se num escândalo internacional devido a seu romance com a atriz Ingrid Bergman, que ainda estava casada com o primeiro marido ao engravidar do cineasta. Rossellini ainda retomou os temas patrióticos em filmes como II generale della Rovere (1959; De crápula a herói), Viva l"Italia (1961) e Vanina Vanini (1961). Montou também peças teatrais e, a partir de 1964, dedicou-se a dirigir e produzir para a televisão. Rossellini morreu em Roma, em 3 de junho de 1977.
c levi

Veja também: