Robert Boyle - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Robert Boyle


  Patologias
Coube a Robert Boyle imprimir à física e à química modernas uma orientação metodológica baseada na precisão das medidas e na racionalidade das deduções experimentais.
Boyle, 14º filho do conde de Cork, nasceu em 25 de janeiro de 1627 em Lismore, Irlanda. Educado na rígida disciplina de Eton, dedicou-se à difusão da fé cristã e ao estudo das línguas orientais, além de se aprofundar na pesquisa científica. Na juventude, viajou vinte anos pela Europa e travou conhecimento com as principais correntes do pensamento da época.
De volta à Inglaterra, escreveu diversos ensaios filosóficos e começou seus estudos de física e química. Com a colaboração de Robert Hooke, construiu uma bomba pneumática, que permitiu demonstrar a impossibilidade de se obter o vácuo absoluto. Analisando o ar, descobriu que ele serve de meio para a propagação do som e que é compressível por ser constituído de partículas minúsculas que se movem no vácuo. Verificou também que seu volume é inversamente proporcional à pressão a que é submetido (anos depois o abade francês Edme Mariotte deu maior precisão a essa lei, observando que só era válida sob temperatura constante). Outra de suas descobertas importantes foi a de que a água se expande ao congelar-se.
Sua obra The Sceptical Chymist (1661; O químico cético) é um dos primeiros textos científicos em que a química se diferencia da alquimia e da medicina. Nela Boyle atacou a teoria aristotélica dos quatro elementos (terra, ar, fogo e água) e também os três princípios (sal, enxofre e mercúrio) propostos por Paracelso, desenvolvendo o conceito de partículas primárias que, por combinação, produzem corpúsculos. Todos os fenômenos naturais, por conseguinte, se explicavam não pelos elementos e qualidades aristotélicas, mas sim pelo movimento e organização de partículas primárias.
Os múltiplos interesses intelectuais de Boyle levaram-no a montar uma gráfica em que imprimiu diversas traduções da Bíblia. Durante alguns anos dirigiu a Companhia das Índias Orientais. Sem abandonar a pesquisa, Boyle dedicou os últimos anos de vida a difundir a religião. Morreu em 30 de dezembro de 1691 em Londres e foi enterrado na abadia de Westminster on

Veja também: