Rio Ródano - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Rio Ródano


  Geografia Fisica
Único dos grandes rios europeus a desaguar diretamente no mar Mediterrâneo, o Ródano tem servido como via de penetração das culturas mediterrâneas na Europa central desde a antiguidade.
O rio Ródano banha a França e a Suíça. Nasce nos Alpes centrais, no extremo leste do cantão de Valais, alimentado por geleiras alpinas a 1.798m de altitude. Daí ao golfo de Lyon, onde desemboca, percorre 812km, inclusive 72km correspondentes à maior extensão do lago Genebra, que o Ródano atravessa.
Na Suíça, o rio recebe afluentes, todos alimentados por geleiras que, no verão, elevam ao triplo o volume de água atingido no inverno. O curso médio do Ródano estende-se entre as cidades de Genebra e Lyon, e contorna a cadeia do Jura. Na parte em que seu leito é interrompido por corredeiras, o Ródano acolhe o rio Ain como afluente pela margem direita; pela esquerda, recebe águas dos lagos de Annecy e Bourget. A parte navegável do médio curso, desde Le Parc, comporta embarcações de pequeno calado. Em Lyon, 140km abaixo, o Ródano se encontra com seu principal afluente, o Saône, que vem do norte e recolhe as águas de boa parte da Borgonha.
O baixo Ródano, de Lyon a Arles, apresenta tráfego fluvial que atende o comércio local. Através do Saône, a navegação do Ródano pode juntar-se, por canais, aos rios Loire, Sena, Reno e Mosela. A partir de Lyon, o Ródano toma a direção norte-sul e desliza pelo sulco formado entre o maciço Central francês e os Alpes, até desaguar no golfo de Lyon, no Mediterrâneo, onde forma amplo delta.
Na década de 1960, o leito do Ródano passou por reformas que transformaram o rio em extensa artéria navegável e fonte de energia hidrelétrica. Entre tais realizações, destacam-se as usinas de Génissiat, Montélimar, Baix e André-Blondel.
<

Veja também: