Restinga - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Restinga


  Geografia Fisica

As lagoas dos Patos e Mirim, no Rio Grande do Sul, e Araruama, no estado do Rio de Janeiro, são exemplos brasileiros de lagunas formadas por restingas. Outros exemplos se encontram na costa sul do mar Báltico.

Restinga é um cordão arenoso, paralelo à linha da costa, que se deposita à semelhança dos bancos de areia e evolui para ilhas aluviais, cordões e, às vezes, tômbolos. Neste último caso, os cordões de areia, ou flechas, ligam uma ilha rochosa ao continente e formam uma península. Também as dunas vivas e fósseis desenvolvem-se nos litorais de restinga, graças à areia incoerente e disponível para a mobilização eólica.

Há três teorias principais sobre a origem dos depósitos litorâneos que formam a restinga: (1) correntes marinhas secundárias; (2) influência do modelado do fundo do mar, sendo a praia formada nos limites da ação das vagas; (3) efeito das vagas de translação e correntes de marés. A restinga é ainda a forma de sedimentação litorânea que origina as lagunas, situadas nas costas de praias e total ou parcialmente separadas do mar.

Na costa do estado do Rio de Janeiro, em especial no trecho entre a baía de Guanabara e o município de Cabo Frio, existe um típico litoral de restinga: a topografia é de costa baixa, com uma série de pequenos lagos e lagoas, em geral longitudinais e paralelos à linha da costa. O mesmo ocorre em outras áreas brasileiras: no litoral do Rio Grande do Sul, as restingas, aí chamadas de "praias barreiras", estendem-se da cidade de Torres ao arroio Chuí.

 



Veja também:




Copyright © 1999 - 2021 - Development by Dolci Tecnologia. Todos os direitos reservados