Psoríase - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Psoríase


  Patologias
De causa desconhecida, a psorÝase afeta um a dois por cento da populaþÒo branca mundial, entre os dez e os trinta anos de idade. A propensÒo a desenvolver a doenþa, mais comum nos paÝses frios do hemisfÚrio norte, Ú genÚtica, nÒo havendo portanto risco de contßgio.
PsorÝase Ú uma doenþa cutÔnea cr¶nica e recorrente, caracterizada por les§es avermelhadas e espessas, algumas vezes cobertas de uma escamaþÒo branco-acinzentada. Na maior parte dos casos, as les§es tendem a se distribuir de forma simÚtrica nos cotovelos e joelhos, couro cabeludo, peito e nßdegas. Podem ser pequenas e isoladas ou formar grandes placas, como desenhos geomÚtricos em torno de uma regiÒo central em que a pele Ú normal. As unhas, freq³entemente afetadas, tornam-se espessas, laminadas e quebradiþas.
Acredita-se que a psorÝase resulte de dist·rbios tanto na camada c¾rnea nÒo vascularizada mais externa da pele, quanto em sua camada vascularizada mais profunda. Alguns pesquisadores sup§em que a doenþa pode ser provocada por perturbaþ§es do sistema imunol¾gico que desequilibram o mecanismo de renovaþÒo da camada superficial da pele. Na pele normal, novas cÚlulas sÒo produzidas Ó medida que cÚlulas mais antigas morrem; na pele do psorÝaco, o ritmo de produþÒo celular Ú sete vezes maior e nÒo dß tempo a que se forme a queratina, proteÝna impermeßvel que reveste e protege a epiderme. Por essa razÒo, a pele atacada de psorÝase apresenta espessura de atÚ um centÝmetro e se descama com facilidade.
Infecþ§es agudas, ferimentos ou transtornos de natureza psicol¾gica podem desencadear a doenþa, de forma gradual ou rßpida. Em geral, as les§es diminuem e atÚ mesmo desaparecem no verÒo, possivelmente por aþÒo da luz solar. Em menos de dez por cento dos casos, o psorÝaco apresenta edema e dores nas juntas, o que configura uma inflamaþÒo conhecida como artrite reumat¾ide. Com resultados varißveis, os sintomas podem ser tratados com cortic¾ides de aplicaþÒo local, com medicamentos que reduzem o ritmo da divisÒo celular ou com luz ultravioleta. NÒo existe cura permanente para a psorÝase

Veja também: