Pireneus - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Pireneus


  Biografias

Os Pireneus constituem uma barreira natural entre a península ibérica e o resto da Europa. Por isso, Portugal e Espanha desenvolveram laços mais fortes com a África do que com os demais países europeus.
Pireneus é a designação da cadeia de montanhas que se estende por 430km entre o mar Mediterrâneo a leste e a baía de Biscaia e a cordilheira Cantábrica a oeste. Ao contrário dos Alpes, de formação recente, os Pireneus constituem, do ponto de vista geológico, a renovação de uma cadeia montanhosa do período paleozóico. Durante a era cenozóica, essas primeiras formações sofreram erosão e voltaram a se elevar, e no período quaternário a erosão glacial modelou os picos da cadeia. Assim se formaram os vales e circos, mais tarde ocupados por rios e lagos. As passagens de mais fácil acesso foram aproveitadas para a construção de vias férreas, como a Toulouse-Barcelona e Pau-Saragoça, respectivamente no colo de Puymorens (1.915m) e de Somport (1.640m). Do ponto de vista físico, os Pireneus se dividem em três regiões distintas: os Pireneus orientais ou mediterrânicos, os Pireneus centrais e os Pireneus atlânticos.


Pireneus orientais. Os Pireneus orientais ou mediterrânicos são mais elevados, com planícies de baixas altitudes entre os maciços. Dentre os picos destaca-se o Carlitte, com 2.921m de altitude. O clima dominante é o mediterrânico, e as encostas a leste, de aspecto seco e rochoso, são recobertas de charneca e florestas. A agricultura constitui a principal atividade nos vales irrigados e a pecuária predomina na montanha. A atividade industrial, pouco desenvolvida, se concentra na região de Barcelona. Esse trecho dos Pireneus é povoado por catalães, tanto no lado espanhol como no francês.


Pireneus centrais. Os Pireneus centrais são formados por maciços elevados, com planaltos acima de dois mil metros de altitude, onde há lagos, vales profundos e altos cumes. As elevações formam circos que já abrigaram geleiras, e algumas ainda persistem em altitudes superiores a 2.900m, como as de Gavarnia e Maladeta. Nessa região estão os picos da cadeia, como o Aneto, com 3.404m. Devido ao difícil acesso, as aldeias vivem praticamente isoladas e por isso conservam hábitos e costumes antigos. A economia regional se baseia na pecuária transumante de ovinos. A energia hidrelétrica é abundante, o que favorece as tecelagens, tradicionais na região, e as recentes indústrias químicas e metalúrgicas.

Pireneus ocidentais ou atlânticos.
Com clima oceânico, chuvas abundantes, florestas e inúmeros rios, os Pireneus ocidentais perdem gradativamente altitude até encontrar o Atlântico. Os colos de Somport e Roncevaux tornam a cadeia penetrável, e seu extremo oeste é habitado pelos bascos. Na montanha, as principais atividades econômicas são a pecuária transumante e a cultura de uva e milho. A pesca predomina no litoral, onde se localizam várias fábricas de conserva de peixe.

1>

Veja também: