Pimenta - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Pimenta


  Botânica
Os pequenos frutos da pimenta, em geral picantes, estimulam as funções digestivas e apresentam sabor peculiar, pelo que são usados como condimento e na produção de conservas.
Dá-se o nome de pimenta, ou pimenteira, a grande número de arbustos nativos das regiões tropicais da América Latina, que passaram a ser cultivados na Europa e na Ásia somente após os grandes descobrimentos marítimos. As pimentas mais comuns no Brasil pertencem à família das solanáceas -- a mesma do jiló, da berinjela e do tomate -- e estão classificadas no gênero Capsicum, como o pimentão. São elas: a malagueta (C. frutescens), a dedo-de-moça ou chifre-de-veado (C. baccatum), a cumari ou passarinho (C. praetermissum), a pimenta-de-cheiro (C. chinensis) e a pimenta-de-macaco (C. microcarpum). A esse grupo se contrapõe o das pimentas-doces, quase todas variedades hortícolas do pimentão.
Todas as espécies de pimenta propagam-se por sementes e são plantadas no Brasil, de preferência, no início da primavera. Inicia-se a frutificação, em média, entre 100 e 120 dias após o plantio. Ao fim da colheita, as plantas continuam a vegetar e voltam mais tarde a produzir. A safra do primeiro ano em geral é a mais abundante. A progressiva diminuição da quantidade de frutos leva à plantação de novos pés.

Veja também: