Perdiz - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Perdiz


  Taxonomia
Habitante de cerrados e campos de todas as regiões do Brasil, a perdiz é uma ave extremamente sagaz e pode permanecer escondida e imóvel durante longo tempo, para escapar aos caçadores.
Ave tinamiforme da família dos tinamídeos, gênero Rhynchotus, a perdiz brasileira (R. rufescens) apresenta plumagem avermelhada de mistura com amarelo-ferrugíneo e penas dorsais listradas de preto. É muito semelhante à codorna, da qual difere pelo grande porte e pio diverso. Alimenta-se de insetos, frutas silvestres e sementes. Nidifica no solo, em moitas de capim, com posturas de seis a oito ovos, quase do tamanho do ovo da galinha, de coloração cinzento-escura ao chocolate. Sua caça é uma das preferidas do Brasil central.
A perdiz européia (Perdix perdix), que ocorre em diferentes regiões do sul da Europa, não tem parentesco com a perdiz brasileira: é uma ave galiforme, da família dos fasianídeos, que inclui também a codorniz e o faisão. A perdiz européia mais comum é a castanha, que apresenta plumagem cinza nas asas, com reflexos castanhos no dorso. A cabeça é branca com listas escuras à altura dos olhos. Originária da Europa, assentou-se também na América do Norte no século XIX.
Destaca-se ainda a perdiz comum ou vermelha (Alectoris rufa), assim chamada pela cor das patas e do bico; sua plumagem é semelhante à da perdiz cinza. Vive em zonas de montes baixos, regiões pedregosas e lugares arenosos. Nidifica no solo e põe ovos matizados de manchas avermelhadas, cujo período de incubação se prolonga por 23 dias. Raras vezes levanta vôo e, quando o faz, é para vôos baixos e de curta duração. Outras espécies são A. chukar, de plumagem cinza; A. barbara, que apresenta no pescoço uma franja, como um colar de cor castanho-avermelhada; e diferentes espécies afro-asiáticas do gênero Francolinus.

Veja também: