Pato - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Pato


  Taxonomia
São numerosas as espécies de aves aquáticas, com uma série de características anatômicas comuns, que se designam em geral como patos, entre elas diferentes raças domésticas que descendem sobretudo do pato-real (Anas boschas) e se criam por sua carne e ovos.
Pato é o nome dado a diversas espécies de aves aquáticas anseriformes da família dos anatídeos. É palmípede, com bico largo e chato e pernas curtas. Tem patas de quatro dedos, os três anteriores unidos pela membrana natatória e o posterior livre, colocado a maior altura. A plumagem é abundante. A fêmea é menor e tem cores menos vistosas.
Há duas espécies no Brasil: o pato-do-mato (Cairina moschata) ou pato-crioulo, pato-bravo, pato-argentino e cairina; e o pato-de-crista (Sarkidiornis sylvicola) ou putrião, pato-de-caiena e pato-castelhano. O pato-do-mato ocorre do México à Argentina. É negro-pardacento na cabeça, crista, pescoço e partes inferiores, e preto brilhante com reflexos verdes e púrpura nas porções superiores. No macho, a pele preta ao redor dos olhos é circundada por carúnculas, às vezes vermelhas, que se estendem ao bico preto. Sem poder voar na época da muda de plumagem, os patos escondem-se nos capinzais e a cor vistosa dos machos torna-se sombria, assemelhando-se à das fêmeas. É de 28 dias o tempo de incubação dos ovos, postos num ninho formado pela penugem das aves.
O pato-de-crista ocorre na América do Sul, Índia, África e Madagascar. O macho tem o bico preto com uma protuberância carnosa também preta. Cabeça e pescoço são brancos, com manchas pretas; porções superiores azul-verde brilhante, porções inferiores brancas, com cinza nos flancos e uma faixa preta que forma um meio colar nos lados da parte superior do peito.

Veja também: