Orvalho - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Orvalho


  Bioquímica

Antes que se conhecesse o fen¶meno fÝsico da condensaþÒo, acreditava-se que o orvalho caÝa do cÚu, talvez em analogia com a chuva, a neve e o granizo.

Orvalho Ú o nome que se dß Ós gotas d`ßgua que se formam na superfÝcie de objetos que permanecem ao relento durante a noite, resultantes da condensaþÒo do vapor d`ßgua contido no ar. Forma-se nas noites claras, porque nelas as superfÝcies descobertas irradiam calor para a atmosfera. A maior parte dos objetos, inclusive as folhas de capim e pÚtalas de flores, irradiam calor melhor do que o ar. Durante a noite, quando essa perda de temperatura nÒo Ú compensada por uma produþÒo eficiente de calor no interior do objeto, sua superfÝcie fica mais fria que o ar. As superfÝcies resfriadas esfriam o ar que estß a sua volta e este, se for suficientemente ·mido, baixa de temperatura atÚ o ponto de orvalho. O vapor d`ßgua contido no ar se condensa e adere Ós superfÝcies resfriadas, transformado em orvalho.


Podem ocorrer dois tipos de orvalho: o primeiro se forma quando o vapor d`ßgua se difunde no ar em direþÒo ao solo; o outro, pelo vapor d`ßgua que se difunde da superfÝcie do solo. A expressÒo "cair do orvalho" s¾ se aplica ao primeiro caso.

Em algumas ßreas desÚrticas ou semi-ßridas, o orvalho pode representar a principal fonte de umidade para os seres vivos. Nas mesmas condiþ§es, desempenha importante papel como agente atmosfÚrico do intemperismo, fen¶meno de decomposiþÒo de rochas e minerais. Do ponto de vista biol¾gico, sua utilidade Ú discutÝvel, mas Ú possÝvel que estimule o crescimento de fungos prejudiciais Ós plantas.


Veja também: