O Histórico de Enchentes no Brasil: Causas e Tragédias - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

O Histórico de Enchentes no Brasil: Causas e Tragédias


  Meio Ambiente

Quando alguém fala a palavra “enchente” é natural que a primeira imagem que venha a cabeça seja a de destruição, prejuízos e até mesmo algumas mortes. Durante a época das chuvas o estado de São Paulo e do Rio de Janeiro aparecem a todo momento nos noticiários devido aos seus grandes problemas para conter a fúria das águas da chuva.

Porém, é importante destacar que as enchentes não são exclusivas do eixo Rio – São Paulo e nos fazem pergunta o que afinal gera esse problema? Há como prevenir? Trata-se de uma questão somente urbana?

Como Começam as Enchentes

Se o leito natural de um rio ou córrego recebe uma quantidade muito grande de água que provém da chuva e não tem a capacidade da suportá-la, acaba transbordando e causando a enchente. Esse processo é natural e todo rio precisa ter uma área chamada de “área de inundação” para a qual a água irá escoar.

Esse é o grande problema que causa as enchentes e alagamentos nas cidades, a área de inundação simplesmente não foi respeitada e famílias se estabeleceram nessa região construindo casas. Então quando o rio transborda a sua água alaga essas casas.

Além disso, ainda existe a questão da urbanização das cidades, na maior parte delas o processo foi feito sem nenhum tipo de planejamento como, por exemplo, pensar na declividade das ruas (para onde a água da chuva deveria escorrer) ou então a construção de galerias pluviais (uma forma de captar e transportar a água das chuvas sem problemas).


A falta desses procedimentos é o que contribui em grande parte para tantos casos de enchentes e alagamentos no Brasil. Destinar verbas para essas obras sairia muito mais barato do que ter que recuperar regiões completamente destruídas e com certeza nem se equivalem a possibilidade de perder vidas.

As enchentes representam um problema muito sério para o Brasil que além de prejuízos econômicos grandiosos arriscam a vida de pessoas inocentes todos os dias. Essas pessoas podem contrair doenças infectocontagiosas como, por exemplo, a leptospirose ou mesmo acabarem presas embaixo de escombros.

Histórico de Enchentes no Brasil

1855

Enchentes em Santa Catarina em 1855

O estado de Santa Catarina é um dos estados que mais sofre com problemas de enchentes e inundações no Brasil e no ano de 1855 é registrada uma das primeiras tragédias. Uma das principais fontes de informação do fato é uma carta de Bruno Otto Blumenau, fundador da colônia que se tornaria no futuro a cidade de Blumenau.
Nesse documento ele relata que em menos de 36h o rio Itajaí-Açu subiu a uma altura de mais de 63 palmos do nível normal, algo em torno de 15 metros.

1967

Enchentes e Deslizamentos de terra em Caraguatatuba 1967

As enchentes e deslizamentos ocorridos no mês de março de 1967 em Caraguatatuba resultaram em cerca de 436 mortes. Uma tragédia que teve repercussão mundial com o nome de Hecatombe. Devido as chuvas intensas na região da cidade a mesma ficou isolada.

A ajuda apenas pode ser feita pelo ar e pelo mar, pois se tornou impossível adentrar na cidade uma vez que aconteceram diversos deslizamentos. Apesar da contabilização do número de mortos chegar a 436 os moradores da região apontam que o número chega ao dobro ou ao triplo.


1979

Enchentes em Minas Gerais e Espírito Santo em 1979

Uma das maiores enchentes registradas na Vale do Rio Doce e no Espírito Santo aconteceu no ano de 1979. Os estragos foram bastante intensos, a repercussão da tragédia foi mundial para se ter uma ideia. Muitas cidades foram prejudicadas.

A causa da enchente foi o grande acúmulo de chuva ocorrido entre o final de janeiro e começo de fevereiro de 1979 na bacia do Rio Doce. No dia 3 de fevereiro aconteceu o pico da cheia do Rio Doce e o nível da água acabou subindo bem rapidamente. Cidades como Galileia, Itueta, Tumiritinga, Resplendor, Conselheiro Pena e Aimorés ficaram completamente alagadas.

Outras cidades como Baixo Guandu, Colatina, João Monlevade, Governador Valadares e alguns municípios da atual região metropolitana do Vale do Aço ficaram parcialmente inundadas. Ao todo essa enchente deixou 47.776 desabrigados, 74 vítimas fatais e 4.424 casas atingidas.

A Tragédia em Ipatinga

A cidade de Ipatinga (que fica localizada no Vale do Aço) foi uma das que mais sofreram com a enchente. Ao todo somente nessa cidade foram contabilizados 10 mil desabrigados e 42 mortos, a maior parte soterrada por uma grande queda da encosta que aconteceu no bairro Esperança.

2008

Enchentes em Santa Catarina em 2008

Após o período de grandes chuvas no mês de novembro de 2008 começaram as enchentes no estado de Santa Catarina. Ao todo foram 135 mortos, 9.390 de moradores que tiveram que abandonar as suas casas e mais de 5.617 de desabrigados.

Diversas cidades ficaram sem acesso devido aos escombros e deslizamento de terras causados pelas enchentes. No dia 25 de novembro de 2008 prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing declarou estado de calamidade pública na cidade assim como em outros 13 municípios.

Essas enchentes levaram a criação de um grupo técnico científico que tem como foco promover estudos para a prevenção de novos desastres.

2010

Inundações e Deslizamentos de Terra no Rio de Janeiro e São Paulo 2010

No mês de janeiro de 2010 o Rio de Janeiro e São Paulo passaram por grandes dificuldades com as inundações e deslizamentos de terra. No Rio de Janeiro o Morro Carioca, no centro de Angra dos Reis, foi uma das regiões mais atingidas pelos deslizamentos de terra.

A causa imediata dos problemas nos dois estados foi o grande volume de chuvas no mês de janeiro, porém, a estrutura inadequada das encostas foi o agravante. Ao todo essas inundações e deslizamentos deixaram pelo menos 75 mortos e centenas de feridos na região Sudeste do país.
Em São Paulo ao menos 13 cidades foram afetadas pelas inundações, a maior parte delas no Vale do Paraíba.

Enchentes em Alagoas e Pernambuco em 2010

Os estados de Alagoas e Pernambuco sofreram com as enchentes no mês de junho de 2010. O problema se deu ao longo dos rios Sirinhaém, Piranji, Una, Canhoto e Mundaú. Fora mais de 30 municípios dos dois estados que sofreram com essa situação e declararam estado de emergência.

Outras Enchentes e Inundações da História do Brasil

  • Enchente em Porto Alegre em 1941
  • Enchentes no Norte e Nordeste do Brasil em 2009
  • Desastres naturais no Rio de Janeiro em abril de 2010
  • Enchentes e deslizamentos de terra no Rio de Janeiro em 2011
  • Enchentes em Santa Catarina em 2011

Veja também: