Neônio - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Neônio


  Bioquímica
Ao ser atravessado por uma corrente elétrica, o neônio, submetido a baixas pressões, emite uma luz vermelho-alaranjada brilhante. Essa propriedade é usada nos conhecidos letreiros de neônio e em algumas lâmpadas fluorescentes.
Neônio é um elemento químico do grupo 0 (gases nobres) da tabela periódica, de símbolo Ne. Gás monoatômico incolor e inodoro, ocorre em quantidades ínfimas na atmosfera -- no ar seco representa apenas 0,0018% do volume -- e no interior das rochas da crosta terrestre. É mais abundante no cosmos. A diferença entre seus pontos de fusão (-248,67o C) e de ebulição (-246,048o C) é de pouco mais de 2,5o C.
Descoberto em 1898 pelos químicos britânicos Sir William Ramsay e Morris Travers como um componente da fração mais volátil do argônio cru liquefeito, obtido do ar, o neônio foi imediatamente reconhecido como um novo elemento devido a sua singular incandescência quando eletricamente estimulado. O gás é produzido industrialmente por destilação fracionada do ar líquido, cuja fração mais volátil compõe-se de uma mistura de hélio, neônio e nitrogênio. Após remoção do nitrogênio por condensação, a temperatura reduzida e alta pressão, seguida de adsorção em carvão altamente refrigerado, o neônio é separado do hélio por adsorção seletiva em carvão ativado a baixas temperaturas. Por esse processo obtém-se um quilograma de neônio para cada 88.000kg de ar líquido. O neônio natural é uma mistura de três isótopos estáveis: Ne-20 (90,02%), Ne-21 (0,26%) e Ne-22 (8,82%).

Veja também: