Nenúfar - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Nenúfar


  Botânica
Em muitas espécies silvestres de nenúfar, as flores, que podem ter até mais de vinte centímetros de diâmetro, só se abrem ao cair da tarde, para de novo se fecharem por volta do meio-dia seguinte.
Nenúfar ou ninféia é o nome dado a todas as plantas aquáticas da família das ninfeáceas, que compreende oito gêneros nativos de regiões temperadas e tropicais de todo o mundo. Caracteriza-se pelos grossos rizomas firmemente ancorados na lama e dos quais partem longos pecíolos e pedúnculos. Os pecíolos sustentam as folhas arredondadas, em geral grandes, que bóiam na superfície; os pedúnculos são os arrimos das flores, que podem ser brancas, amarelas, azuis ou em tons de vermelho.
A família das ninfeáceas está representada na flora brasileira pelos gêneros: Nymphaea, o mais difundido, Victoria, endêmico na região amazônica e que compreende as maiores ninféias do mundo, e Cabomba, bastante raro espontaneamente. No Sul do Brasil freqüentemente cultiva-se o gênero Nelumbo, lótus cujo rizoma é usado, especialmente pela colônia nipônica, como alimento. Na América da Norte, a espécie mais comum é a Nymphaea odorata. A N. lotus, originária da Ásia tropical e do nordeste da África, produz grandes flores brancas e é conhecida como lótus-sagrado-do-egito. Outras espécies são: N. stellata, nativa da África e cultivada como planta ornamental no mundo todo; N. rubra, da Índia, de grandes flores púrpura; e N. pigmea, da Ásia, de flores e folhas muito pequenas. Espécie comum na Europa, a N. alba, cruzada com o gênero Nuphar, deu origem a híbridos como a Nuphar lasiophylla da Bahia.

Veja também: