Mar Vermelho - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Mar Vermelho


  Geografia Fisica

Grandes quantidades da alga Trichodesmium erythraeum crescem no mar Vermelho. Ao morrerem, adquirem uma tonalidade marrom-avermelhada, donde o nome do mar.

O mar Vermelho é uma faixa de água salgada que separa a África da península arábica. Com quase dois mil quilômetros de comprimento, entre Suez, no Egito, e o estreito de Bab al-Mandeb, e cerca de 300km de largura máxima, ocupa cerca de 450.000km2. Sua profundidade média é de 500m, embora na porção central atinja, em alguns pontos, quase três mil metros. No extremo norte, delimita a península do Sinai ao dividir-se nos golfos de Suez e Aqaba. Os países litorâneos são Egito, Sudão e Eritréia, no oeste; e Arábia Saudita e Iêmen, no leste. Uma pequena faixa do golfo de Aqaba banha Israel e Jordânia.

O estreito de Bab al-Mandeb, que liga o extremo sul do mar Vermelho ao oceano Índico, é mantido aberto por explosões e dragagem, contra o avanço dos recifes coralinos. O golfo de Suez comunica-se pelo canal de mesmo nome com o mar Mediterrâneo, o que faz do mar Vermelho uma rota entre Europa e Ásia.

O mar Vermelho formou-se em épocas geológicas recentes pela separação das placas tectônicas africana e arábica, que continua atualmente à razão de 1,5cm por ano. Sem alimentação fluvial e localizado numa região de poucas chuvas, é o mar de águas mais quentes e salgadas do planeta, o que é acentuado pela intensa evaporação. A comunicação com o oceano Índico evita seu progressivo secamento. Em contraste com a aridez das margens, há uma rica fauna marinha, pouco aproveitada. Os países litorâneos exploram jazidas de hidrocarbonetos em sua plataforma costeira e, nas camadas mais profundas, jazidas metálicas.

O mar Vermelho é um dos primeiros acidentes geográficos citados em fontes históricas, e mil anos antes da era cristã já era uma importante via comercial entre o Egito e o Indostão. Os grandes descobrimentos e a rota do cabo da Boa Esperança reduziram seu significado, até a abertura do canal de Suez, em 1869, quando tornou-se passagem quase obrigatória entre Europa e Ásia. Os conflitos no Oriente Médio ocasionaram nova redução da navegação, a partir da década de 1960.



Veja também:




Copyright © 1999 - 2021 - Development by Dolci Tecnologia. Todos os direitos reservados