Mar de Sargaços - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Mar de Sargaços


  Geografia Fisica
De um azul profundo por sua transparência, as águas do mar dos Sargaços têm, como seu nome indica, a superfície coberta por uma imensa quantidade de algas que se juntam em tufos e flutuam ao sabor dos ventos.
Mar de Sargaços é o nome dado a uma área do oceano Atlântico, de forma oval irregular, situada entre os Estados Unidos, as Antilhas, a África e as ilhas Canárias. Sem fronteiras físicas com o Atlântico, sua área é delimitada pela presença maciça das algas e circundada por um cinturão de correntes rápidas, como a do Golfo e a Equatorial Norte.
O mar caracteriza-se por correntes muito fracas, que dão aparência de quase imobilidade às águas, ventos suaves e elevadas salinidade e temperatura, que chega a superar 28o C. Registra profundidades entre 1.500 e 7.000m.
As algas características do mar de Sargaços são dotadas de apêndices foliáceos e vesículas redondas que agem como flutuadores e as mantêm na superfície. Aparecem em tufos pequenos ou extensos, de densidade variável, que têm o aspecto de verdadeiras ilhas de cor verde-oliva, clara ou amarelada, com a base submersa em cor castanha. Vive nas algas uma fauna típica, constituída de pequenos animais marinhos entre os quais destacam-se camarões, caranguejos e larvas variadas. Os peixes confundem-se com as algas pela semelhança de cores e desenhos, num exemplo muito claro de mimetismo.
Os primeiros europeus a navegarem o mar de Sargaços foram os integrantes da expedição de Cristóvão Colombo. Ao passarem pela região, em 1492, os navegadores interpretaram a presença de tão grande quantidade de vegetais como sinal de proximidade de terra firme. Antes de Colombo, porém, havia o temor, que hoje se sabe ser infundado, de ter o navio emaranhado na grande massa de vegetação flutuante.
mb

Veja também: