Maçã - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Maçã


  Botânica
Variedades de maçã já eram conhecidas há mais de dois mil anos na Europa, e se contavam às centenas antes da descoberta da América. A fruta representa, em diferentes mitologias, a beleza, a fertilidade, o amor e a tentação do pecado.
Com cerca de 25 espécies e milhares de variedades, a maçã é a fruta mais cultivada em todo o mundo. Pertence ao gênero Malus, da família das rosáceas, a mesma da pêra, do pêssego e da ameixa. Contém as vitaminas A e C, tem alto teor de carboidratos e é excelente fonte de celulose. A espécie Malus communis é a mais típica. As variedades comerciais agrupam-se em três tipos, conforme a destinação da fruta: produção de bebidas fermentadas, como a cidra; uso culinário; e consumo ao natural.
A árvore da maçã é a macieira, nativa da Europa e da Ásia. Frutifica já a partir do terceiro ano, embora em escala ainda modesta. As frutas começam a se formar em outubro e são colhidas a partir de fevereiro. As flores, pequenas mas fragrantes, brancas por dentro e cor-de-rosa por fora, desabrocham em setembro e são usadas na produção de perfumes, cosméticos e licores. Tal como outras fruteiras de clima temperado, o cultivo é impossível em regiões de inverno brando, pois a macieira depende de um prolongado período de dormência no frio, para na primavera iniciar novo ciclo de vegetação.
No Brasil, só por volta de 1960 a maçã começou a ser cultivada para fins comerciais, no estado de Santa Catarina, onde se adaptou bem e de onde se irradiou para os demais estados do Sul. É plantada sempre de enxerto, e a época de plantio no Brasil estende-se de junho a meados de setembro. Das produtoras de frutas, as variedades mais comuns são a gala, a golden e a fuji, intercaladas nos pomares com outras, como a blackjohn, a granny smith e a willie sharp, indispensáveis como polinizadoras. Para a polinização, em geral se recorre às abelhas, com pelo menos duas colméias por hectare de área plantada.
ld

Veja também: