Leopoldo Torre-Nilsson - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Leopoldo Torre-Nilsson


  Biografias

A abordagem de problemas éticos universais mediante o tratamento crítico da realidade cotidiana caracteriza a obra de Torre-Nilsson, que deu grande impulso à difusão internacional do cinema argentino.

Leopoldo Torre-Nilsson nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1924. Filho do diretor de cinema Leopoldo Torres Ríos, com quem trabalhou como assistente e co-dirigiu seus primeiros filmes, firmou seu prestígio graças a obras como Días de odio (1954), baseado num conto de Jorge Luis Borges, e sobretudo La casa del ángel (1957; A casa do anjo) e Fin de fiesta (1959), ambos com roteiro de sua mulher, a romancista Beatriz Guido.

Essas obras conjugam histórias de amor ambientadas no início do século XX e lúcidas análises da sociedade argentina. La mano en la trampa (1961; A mão na armadilha) obteve o prêmio da crítica no festival de Cannes e consagrou internacionalmente o diretor.

Após realizar filmes históricos, como o épico nacional Martín Fierro (1968), e dramas policiais, o diretor voltou a retratar condições pessoais geradas pelas condições sociais, ao adaptar o romance Boquitas pintadas (1974), de Manuel Puig. Torre-Nilsson morreu em Buenos Aires em 8 de setembro de 1978.


Veja também: