Léon Walra - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Léon Walra


  Biografias

Um dos criadores da teoria da utilidade marginal, Walras deu outra valiosa contribuição ao estudo dos processos econômicos ao propor sua matematização.
Marie-Esprit-Léon Walras nasceu em Évreux, França, em 16 de dezembro de 1834. Filho do economista Antoine-Auguste Walras, abandonou os estudos na Escola de Minas de Paris e tentou, sem sucesso, a literatura. Decidiu dedicar-se à análise econômica, mas a falta de formação acadêmica impediu-lhe assumir cargos universitários. Todavia, obteve prestígio com seus artigos em revistas especializadas e, a partir de 1865, por sua eficiência na direção de um banco para cooperativas de produtores. Em 1870, foi enfim nomeado professor de economia da Universidade de Lausanne, na Suíça.
A influência posterior de Walras, defensor da livre iniciativa como instrumento para alcançar a justiça social, deveu-se basicamente a Éléments d"économie politique pure (1874-1877; Elementos de economia política pura) no qual, mediante um complexo procedimento matemático, elaborou um modelo econômico geral para demonstrar que, num regime de concorrência perfeitamente livre, os fatores produtivos, os produtos e os preços se equilibram automaticamente. Assim, uniu as teorias de produção, troca, moeda e capital. Walras lançou nessa obra as bases da teoria marginalista, que fundamenta o valor de um bem econômico em sua utilidade e abundância relativa.
Walras defendeu ainda a adoção de reformas que julgava essenciais para a eficácia do sistema de livre empresa, sobretudo a nacionalização de terras e a modificação do padrão-ouro. Suas teses, ampliadas em obras como Études d"économie appliquée (1898; Estudos de economia aplicada), foram resgatadas pela Escola de Lausanne, grupo de economistas que liderou. Entre os representantes do grupo estão Vilfredo Pareto, que sucedeu Walras em sua cátedra, Joseph Schumpeter e Irving Fisher. Walras morreu em Clarens, perto de Montreux, Suíça, em 5 de janeiro de 1910.

 lin

Veja também: