Lebre - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Lebre


  Zoologia

Graþas Ó forþa das patas traseiras, com as quais dß grandes saltos, a lebre consegue escapar com freq³Ûncia de seus predadores, entre eles o homem.
MamÝfero da ordem dos lagomorfos e da famÝlia dos leporÝdeos, a lebre assemelha-se muito ao coelho, mas difere deste pelas longas patas posteriores e pelas orelhas, rematadas na extremidade por manchas escuras. As crias da lebre nascem com olhos abertos, ao contrßrio do que ocorre com as do coelho. Pelo aspecto, a lebre lembra tambÚm os roedores, mas, diferentemente daqueles, possui dois pares de incisivos (dentes frontais utilizados para roer) na mandÝbula superior, e nÒo um, como os roedores.
A lebre comum (Lepus europaeus), pr¾pria da Europa e ┴frica, Ú de cor parda grisßcea no dorso e esbranquiþada no ventre; tem orelhas e patas posteriores longas e chega a pesar 3,5kg. Costuma viver em campos abertos, em pßramos e tambÚm em bosques e alimenta-se de relva, raÝzes, grÒos e cascas. ╔ solitßria por costume e nÒo faz tocas, mas repousa em simples depress§es do solo, das quais irrompe como que empurrada por uma mola, aos saltos. Ao chegar a Úpoca do cio, os machos correm, perseguem-se e lutam entre si. O perÝodo de gestaþÒo dura sete semanas.
Na AmÚrica do Norte hß vßrias outras espÚcies de lebres, chamadas de coelhos (rabbits) nos Estados Unidos, como o snowshoe rabbit (L. americanus), que tem uma almofada de pÛlos na sola dos pÚs, e o jack rabbit (L. californicus). A maior das lebres Ú a ßrtica (L. othus), cujo peso excede os cinco quilos, dotada de fortes garras e dentes projetados para a frente, com os quais cava a neve a fim de alimentar-se da vegetaþÒo encoberta.

 

Veja também: