Lagosta - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Lagosta


  Artrópodes
Ao contrário das lagostas adultas, cujo habitat é o assoalho marinho, os espécimes recém-nascidos nadam livremente na superfície durante aproximadamente 12 dias antes de mergulhar para o fundo, onde crescem e se reproduzem.
Lagosta é um invertebrado artrópode (dotado de apêndices articulados) da classe dos crustáceos decápodes (providos de cinco pares de patas) macruros (com cauda comprida) e possuidores de longas e finas antenas. Vive em fundos rochosos, perto do litoral e, como todos os crustáceos, possui uma carapaça de quitina impregnada de sais cálcicos. Sua dieta, muito variada, inclui todo tipo de pequenos invertebrados.
As lagostas verdadeiras mais conhecidas são a americana (Homarus vulgaris), em geral com dois a três quilos; a européia (Palinurus vulgaris), do Mediterrâneo; e a africana, do cabo da Boa Esperança. As lagostas espinhosas incluem-se na família dos palinurídeos e ocorrem sobretudo nos mares tropicais, embora algumas espécies também sejam encontradas em zonas temperadas.
As fêmeas produzem três mil ovos, que trazem presos ao corpo e protegidos por apêndices especiais, embaixo do abdome, durante três meses, até nascerem as larvas. Durante os dois primeiros meses de vida larvar, fazem parte do plâncton, arrastadas pelas correntes superficiais. Poucas sobrevivem a esse período, em que são devoradas aos milhares por outros animais.
Nas costas brasileiras ocorre a lagosta-sapateira ou lagostim (Scyllarus aequinoctialis), facilmente identificável por ter as antenas mais curtas que os Palinurus e sem pinças ou tesouras nos três primeiros pares de patas. No Nordeste são pescadas em covos de dois metros de comprimento, mergulhados no fundo do mar.

Veja também: