John Steinbeck - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



John Steinbeck


  Biografias

Contemplado com o Prêmio Nobel de literatura em 1962, o romancista americano John Steinbeck projetou-se com obras de denúncia sobre as condições de trabalho que passaram a fazer parte da história social dos Estados Unidos e representam um marco na evolução da literatura em seu país.

John Ernst Steinbeck nasceu em Salinas, Califórnia, em 27 de fevereiro de 1902. Freqüentou a Universidade de Stanford entre 1920 e 1926, mas não chegou a graduar-se. Antes de viver de seus livros, teve diferentes empregos de trabalhador manual, fato que contribuiu para dar autenticidade aos temas que lhe foram mais típicos. Após The Cup of Gold (1929; A taça de ouro), The Pastures of Heaven (1932; As pastagens do céu) e To a God Unknown (1939; A um deus desconhecido), despontou para o sucesso com o estilo picaresco de Tortilla Flat (1935; Boêmios errantes).

O sucesso continuou com In Dubious Battle (1936; Numa batalha duvidosa), sobre uma greve de trabalhadores agrícolas na Califórnia, e com Of Mice and Men (1937; Ratos e homens), texto sintético, no mesmo ano transformado em filme por Lewis Milestone, em que as complexas relações entre dois trabalhadores migrantes são analisadas. Com The Grapes of Wrath (1939; As vinhas da ira) Steinbeck ganhou o Prêmio Pulitzer. Trata-se de um romance-panfleto que denuncia a exploração dos trabalhadores no campo. A obra o projetou em todo o mundo e valeu-lhe a designação de naturalista-revolucionário, pela descrição das injustiças do sistema econômico. A  odisseia dos migrantes, de Oklahoma à Califórnia, foi adaptada para o cinema por John Ford (1940).



Veja também: