Johann Bernhard Fischer von Erlach - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Johann Bernhard Fischer von Erlach


  Biografias
Maior arquiteto do barroco austríaco, Fischer von Erlach marcou seu estilo pelo encontro de elementos contrastantes, que se unem em harmonia com o meio.
Johann Bernhard Fischer von Erlach nasceu a 20 de julho de 1656 na cidade austríaca de Graz. Iniciou seus estudos no ateliê de escultura do pai e aos 16 anos viajou para Roma, onde foi discípulo do escultor e arquiteto Gian Lorenzo Bernini. Trabalhou como arquiteto enquanto permaneceu na Itália, até 1686. De volta à Áustria, construiu em Salzburg sua primeira grande obra, a Kollegienkirche, igreja de proporções modestas mas de notável pureza de estilo.
Chamado a Viena, foi nomeado arquiteto da corte em 1705, encarregado das principais construções públicas. Serviu a três imperadores, Leopoldo I, José I e Carlos VI, e empregou toda a grandiosidade do estilo barroco para simbolizar as pretensões imperiais desse último monarca. Uma de suas obras mais importantes é a Karlskirche (igreja de são Carlos Borromeu), o maior e mais belo templo de Viena. A construção reúne elementos do panteão de Roma e dos Invalides, de Paris, mas é inteiramente original. O templo é ao mesmo tempo uma homenagem ao santo, por ter livrado Viena de uma epidemia, e ao imperador Carlos VI, como se pode ver pelo mais notável elemento do prédio, um par de enormes colunas triunfais decoradas com cenas da vida de são Carlos Borromeu, que é também uma alusão às colunas de Hércules, emblema do imperador.
Seus projetos reúnem, numa síntese bem-sucedida, elementos do barroco italiano, do classicismo francês e da antiguidade romana. Tais elementos estão presentes, por exemplo, no palácio de inverno do príncipe Eugênio de Sabóia, hoje Ministério das Finanças. Em 1721, publicou a primeira história comparada da arquitetura, Entwurf einer historischen Architektur (Esboço de uma arquitetura histórica),  em que revela uma vasta cultura. A obra analisa a arquitetura de todas as épocas, com ilustrações e notas explicativas. Fischer von Erlach morreu em Viena, a 5 de abril de 1723, sem concluir duas de suas maiores construções, a Nationalbibliothek (Biblioteca Nacional) e a Karlskirche, concluídas por seu filho, Joseph Emanuel Fischer von Erlach

Veja também: