João Escoto Erígena - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



João Escoto Erígena


  Biografias

Filósofo, teólogo e crítico, Erígena escolheu como tema principal de seus estudos as relações entre a filosofia grega e os princípios do cristianismo. Suas traduções de Dionísio Areopagita, são Máximo o Confessor e são Gregório de Nissa tornaram acessíveis aos pensadores ocidentais os escritos dos fundadores da teologia cristã.

João Escoto Erígena (também conhecido como Johannes Scotus Eriugena ou John Scotus Erigena) nasceu na Irlanda, por volta do ano 810. Desde 845 viveu na corte do rei franco Carlos o Calvo, onde ensinou gramática e dialética. Tomou parte ativa nas discussões teológicas sobre a eucaristia e a predestinação e, sobre esta última questão, escreveu em 851 o tratado De predestinatione, por indicação dos bispos de Laon e de Reims. A obra, no entanto, desagradou seus incentivadores e foi condenada, em concílio, pelas autoridades eclesiásticas.

Sua obra mais conhecida e também a mais importante é De divisione naturae (862-866; Sobre a divisão da natureza). Nesse tratado, Erígena expõe sua visão sobre a origem e a evolução da natureza, na tentativa de conciliar a doutrina neoplatônica da emanação com o dogma cristão da criação. Apesar da influência que exerceu sobre o pensamento religioso ocidental, De divisione naturae foi também proscrita pela igreja por seu conteúdo panteísta. Erígena morreu em Paris, por volta do ano 877.


Veja também: