Jean-Jacques Rousseau - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Jean-Jacques Rousseau


  Biografias
As idÚias polÝticas do fil¾sofo e escritor francÛs Rousseau, voltadas contra as injustiþas da Úpoca, repercutiram nos destinos da revoluþÒo francesa de 1789. Sua negaþÒo do racionalismo progressista, no entanto, somada ao intimismo confessional e Ó apologia dos instintos e da integraþÒo com a natureza, abriu caminho para a estÚtica do romantismo, o que o situa como prÚ-romÔntico na evoluþÒo literßria.
Jean-Jacques Rousseau nasceu em Genebra, SuÝþa, em 28 de junho de 1712. Ap¾s a infÔncia em ambiente calvinista, emigrou em 1728 para Turim, Itßlia, e se converteu ao catolicismo. Viveu com Madame de Warens em ChambÚry, na Franþa, de 1733 a 1740, perÝodo em que se tornou um ßvido leitor e comeþou a escrever. Em 1742 foi para Paris em busca da fama e da fortuna, mas durante anos nÒo obteve Ûxito. Na Academia de CiÛncias, apresentou um projeto para uma nova notaþÒo musical, o qual foi recusado. De 1743 a 1744 trabalhou como secretßrio do embaixador da Franþa em Veneza. De volta a Paris, no comeþo de 1745, iniciou sua ligaþÒo com ThÚrÞse Levasseur, jovem criada que lhe deu cinco filhos e com a qual se casou, em 1768, numa cerim¶nia civil.
Nas dÚcadas de 1740 e 1750, Rousseau se dedicou Ó m·sica com especial interesse. Das obras que comp¶s, destacam-se a ¾pera-balÚ Les Muses galantes (1745; As musas galantes) e a ¾pera-c¶mica Le Devin du village (1752; O adivinho da aldeia), montada com sucesso em Fontainebleau. Na polÛmica entre a m·sica francesa e a m·sica italiana, optou pela ·ltima, ou seja, a melodia "natural" contra a harmonia, que lhe parecia invenþÒo bßrbara. Expressou tais idÚias em sua Lettre sur la musique franþaise (1753; Carta sobre a m·sica francesa).
Antes de 1750, Rousseau era conhecido apenas como m·sico. Nesse ano, seu Discours sur les sciences et les arts (Discurso sobre as ciÛncias e as artes), que escreveu incentivado pelo amigo Denis Diderot, respondeu Ó questÒo proposta em concurso pela Academia de Dijon: se o progresso na cultura havia contribuÝdo para depurar os costumes. O ensaio de Rousseau negava a hip¾tese, mas deu-lhe o primeiro prÛmio, alÚm de uma fama polÛmica por atacar as artes como instrumentos de propaganda e fontes de maior riqueza para os ricos. A contestaþÒo da sociedade tal como estava organizada foi tambÚm o tema de seu Discours sur l"origine de l"inegalitÚ parmi les hommes (1755; Discurso sobre a origem da desigualdade entre os homens), em que vÛ a desigualdade e a injustiþa como frutos da competiþÒo e da hierarquia mal constituÝda. No ensaio, o autor afirma que a organizaþÒo social corrompe a natureza humana e lhe sufoca o potencial.
Rousseau obteve muito sucesso com o romance epistolar Julie: ou, La Nouvelle Helo´se (1761; Julie: ou A nova HeloÝsa), que exalta o direito da paixÒo, mesmo ilegÝtima, contra a hipocrisia da sociedade. Suas obras mais discutidas surgiram no ano seguinte: Du contrat social (1762; Do contrato social) e ╔mile: ou, De l"Úducation (1762; ╔mile: ou Da educaþÒo). A primeira Ú a utopia polÝtica, que prop§e um estado ideal, resultante de consenso e que garanta os direitos de todos os cidadÒos. Jß ╔mile Ú a utopia pedag¾gica, na qual, em forma romanesca, Rousseau imagina a educaþÒo de um jovem. Para ele o ensino deve visar mais a capacidade de discernir do que o ac·mulo de conhecimentos, e deve fundar-se na experiÛncia em decorrÛncia de um processo espontÔneo e em contato com a natureza, e nÒo na racionalizaþÒo.
O Parlamento de Paris condenou tanto Du contrat social quanto ╔mile, que considerou repleto de heresias religiosas. Jß afastado de Diderot e dos demais enciclopedistas por nÒo compartilhar de seu racionalismo, Rousseau foi forþado a se exilar na SuÝþa, pois havia uma ordem de prisÒo contra ele. Lß encontrou novas dificuldades e viajou para a Inglaterra, onde o fil¾sofo David Hume o acolheu. No ano seguinte, desentendeu-se tambÚm com este e regressou inc¾gnito Ó Franþa.
Para justificar-se, ante os ataques a que esteve exposto, Rousseau iniciou suas Confessions, publicadas postumamente em 1782, na qual enfoca o problema da sinceridade absoluta. A inovaþÒo causou celeuma pelos detalhes escabrosos, mas marcou profundamente, em seu esforþo de auto-anßlise, os autores romÔnticos. TambÚm p¾stumas sÒo as RÛveries d"un promeneur solitaire (1782; Devaneios de um caminhante solitßrio), espÚcie de testamento no qual o polÛmico Rousseau parece reconciliado com a vida, consigo mesmo e com a natureza, por ele descrita com extrema sensibilidade. Rousseau morreu em Ermenonville, Franþa, em 2 de julho de 1778.

Veja também: