Jacutinga - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Jacutinga


  Taxonomia
Antes comum em toda a serra do Mar, onde nidificava em trechos rochosos cobertos por mata espessa, a jacutinga tornou-se rara por ter sido caçada indiscriminadamente pelo homem.
Ave de porte análogo ao dos grandes jacus, que pertencem à mesma família dos cracídeos, a jacutinga (Pipile jacutinga) mede 74cm e pode pesar até 1,5 Kg. Tem a plumagem brilhante, preta e branca, a base do bico azul e uma barbela -- pele que pende do pescoço -- que varia do vermelho ao lilás e torna-se mais vistosa durante a reprodução. Finda essa época, a barbela se contrai e descora.
As áreas tradicionais de ocorrência da jacutinga estendem-se do sul da Bahia ao norte da Argentina, mas sua presença se restringe agora às nesgas de mata de difícil acesso da serra do Mar paulista, de onde só sai à cata dos frutos do palmito, seu alimento predileto. Os ninhos, toscos, são feitos em galhos grossos, ou sobre pedras, e abrigam de dois a três ovos, com incubação de 28 dias em média. A designação P. jacutinga aplica-se à espécie típica do Sudeste brasileiro. No resto da América do Sul é substituída por um grupo de formas próximas, englobadas em P. pipile. É o caso do cujubi (P. p. nattereri), cracídeo comum em vastas áreas do Centro-Oeste e da região amazônica.
ttp://1v

Veja também: