Jacarandá - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Jacarandá


  Botânica
De uso generalizado no mobilißrio do barroco brasileiro, o jacarandß foi tambÚm exportado em larga escala para a Europa, onde fez concorrÛncia ao Úbano. Sua exploraþÒo comercial, antiga e intensa, contribuiu para a devastaþÒo das ßreas onde crescia e, como espÚcie espontÔnea, tornou-se raridade.
┴rvore da famÝlia das leguminosas, a mesma do jatobß, do pau-brasil e do pau-ferro, o jacarandß-verdadeiro ou jacarandß-da-baÝa (Dalbergia nigra) pode chegar a cinq³enta metros de altura, com noventa centÝmetros a 1,20m de diÔmetro no tronco liso. A madeira, de um roxo quase negro e com listras escuras, Ú das mais rijas e duradouras do Brasil. Sua ßrea original de ocorrÛncia estendia-se do sul da Bahia ao EspÝrito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Numerosas outras ßrvores dos gÛneros Dalbergia e Machaerium, da famÝlia das leguminosas, sÒo tambÚm chamadas de jacarandßs, pela semelhanþa que sua madeira apresentam com a do jacarandß-da-baÝa. ╔ o caso do jacarandß-do-parß (D. spruceana), de toda a Amaz¶nia; do jacarandß-cavi·na ou pau-violeta (D. cearensis), do Nordeste; do jacarandatÒ (M. scleroxylon), de Minas Gerais; e do jacarandß-paulista ou jacarandß-pardo (M. villosum), dos estados da regiÒo Sul.ne-sicuro/ >l

Veja também: