Irerê - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Irerê


  Taxonomia
Comum na África e na América do Sul, o irerê pode ter realizado longas e antigas migrações, que explicariam sua presença nos dois lados do Atlântico.
Ave da família dos anatídeos, o irerê (Dendrocygna viduata) mede 44cm, tem cabeça e pescoço brancos e coloração geral parda e negra. Os flancos são finamente listrados e o bico e os pés têm cor de chumbo. Abundante em quase todo o Brasil, com nomes regionais como marreca-piadeira, no Rio Grande do Sul, viuvinha, no Ceará, e marreca-viúva, na Paraíba, ocorre também na Argentina, Uruguai e Bolívia. Mostra-se mais ativo ao crepúsculo: de dia, costuma pousar nas praias ou descansar em bandos à beira dos brejos e banhados onde procura alimento.
Em território brasileiro, os deslocamentos migratórios do irerê são freqüentes. Os machos, em geral monógamos, participam da criação dos filhotes e mostram-se ciosos das fêmeas durante a reprodução. Os ovos ora ficam no chão, ora em ninhos feitos entre a vegetação aquática, ora em ninhos de espécies aparentadas. O período de incubação é de 27 a 29 dias. Ao mesmo gênero do irerê pertencem a marreca-caneleira (D. bicolor) e a asa-branca ou marreca-cabocla (D. autumnalis), comuns no Brasil.
o<

Veja também: