Inhambu - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Inhambu


  Taxonomia
No aspecto, o inhambu macho confunde-se com a fêmea, mas é bem distinto no modo de piar. Apreciadas como canoras, essas aves voam mal, habitam capoeiras ou capões de mato e preferem construir seus toscos ninhos no solo.
Dá-se o nome de inhambu, inambu, nhambu ou nambu a diversas aves da ordem dos tinamiformes, pertencentes aos gêneros Crypturellus, Tinamus e Taoniscus da família dos tinamídeos. Sua aparência e seus hábitos lembram muito os dos galiformes, o que levou a sua inclusão, durante longo tempo, nessa ordem. Têm a plumagem variegada, com predominância de tons castanhos, pretos e cinzentos, e medem de 13 a 41cm de comprimento. Até certo ponto onívoros, alimentam-se sobretudo de frutas e sementes caídas que apanham no chão, onde se movem com desembaraço.
Os inhambus estão entre as poucas aves em que o macho se incumbe da tarefa de chocar e criar filhotes. Os ovos são dos mais belos que se conhecem: lembram, pela textura, a porcelana e assumem cores variadas, como azul, verde, rosa, vinho e chocolate. A incubação dura cerca de vinte dias. Os machos costumam camuflar os ninhos com folhas e guiam os filhotes nos primeiros dias de vida.
Típicos das Américas Central e do Sul, os       inhambus ocorrem do México à Argentina. A maior espécie brasileira, com 41cm, é o inhambu-de-cabeça-vermelha (Tinamus major), da Amazônia. A menor, com 13cm, o inhambu-carapé (Taoniscus nanus), que se distribui pelo centro-sul do país. O inhambuguaçu (Crypturellus obsoletus) mede 29cm e é típico das matas densas das serras do Sudeste.
.com/

Veja também: