Ilha Galápagos - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Ilha Galápagos


  Geografia Fisica

Na linha do equador emerge do oceano Pacífico um conjunto de ilhas cuja flora e fauna inspiraram a Charles Darwin a teoria da evolução das espécies.
Arquipélago equatoriano formado por 19 ilhas e situado a 10.460km da costa do Equador, as Galápagos devem seu nome às gigantescas tartarugas que ali vivem. As ilhas se espalham ao longo de sessenta mil quilômetros quadrados de oceano e cobrem uma superfície total de oito mil. As maiores ilhas do arquipélago são Isabela (que corresponde à metade do território total) e Santa Cruz.
Localizadas numa zona de grandes fraturas, as ilhas Galápagos têm origem nas erupções vulcânicas do período terciário. As formações rochosas, compostas de basaltos, mostram um relevo muito acidentado, constituído de uma topografia vulcânica de cones elevados e grandes bacias, que são na verdade crateras submersas. Em Isabela se encontra o pico mais elevado, Cerro Azul, com 1.689m. Há vários vulcões ativos no arquipélago. Entre 1957 e 1968 registraram-se fortes erupções em Isabela, Fernandina, Marchena e San Salvador.
Embora as Galápagos se encontrem em latitude muito úmida, a fria corrente marinha de Humboldt determina, no que se refere ao clima, precipitações moderadas, exceto nas zonas altas. Predomina o clima quente e úmido, oceânico, com temperaturas que oscilam entre 18 e 27o C. Não existem cursos de água permanentes, apenas lagoas insuladas como a do Junco, na ilha de San Cristóbal.
O arquipélago apresenta grande riqueza zoológica e botânica. Foram registradas mais de 750 espécies vegetais. É singular a distribuição em gradações de altitude, com espécies endêmicas nas zonas baixas (cactos, fetos, gramíneas) e arbóreas nas áreas de maior elevação. A fauna é pouco variada, embora extremamente curiosa, e inclui animais como as tartarugas gigantes, de até 700kg, lagartos de até um metro de comprimento e iguanas marinhas, todos remanescentes de uma fauna pré-histórica. Algumas dessas espécies se encontram em risco de extinção e por isso o governo do Equador converteu as ilhas em parque nacional protegido, de acesso limitado.
A escassa população, composta por equatorianos e europeus (alemães e noruegueses) que chegaram nas décadas de 1920 e 1930, se concentra nas ilhas de San Cristóbal, Isabela e Santa Cruz.
A limitada superfície útil para o cultivo se encontra nas montanhas, onde a umidade é maior. As principais culturas são milho, cana-de-açúcar, café e algodão. Tem também grande importância a pesca de mero, lagosta e atum e a extração de enxofre e sal. Um pequeno aeroporto na ilha de Baltra, base aérea americana de 1942 a 1946, comunica as ilhas com o continente.
As ilhas Galápagos foram descobertas em 1535 pelo espanhol Tomás de Berlanga, que as chamou ilhas Encantadas. Durante os séculos XVII e XVIII se converteram em valhacouto de piratas, que atacavam navios e portos espanhóis na América. Em 1832, o coronel Ignacio Hernández tomou posse delas em nome do Equador e as chamou arquipélago de Colombo, mas a colonização não tornou-se efetiva por falta de água.

 p

Veja também: