Íbis - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Íbis


  Taxonomia
O íbis foi adorado no antigo Egito como animal sagrado, a ponto de Thot,  deus da sabedoria, ser representado com a cabeça dessa ave.
Ave pernalta da ordem dos ciconiformes e da família dos tresquiornitídeos, o íbis tem o bico muito longo e curvado para baixo. A plumagem chama atenção pelos contrastes: vai do branco ao vermelho, à exceção da cabeça, do pescoço e das asas, às vezes negros. O comprimento varia, segundo a espécie, de 55 a 75cm. Vive nas margens dos rios e lodaçais do litoral, e alimenta-se de moluscos, vermes, crustáceos e peixes. Constrói o ninho em lugares baixos ou no solo. As fêmeas põem de dois a cinco ovos, e a incubação dura três semanas.
Há cerca de vinte espécies de íbis. As brasileiras são o guará (Guara rubra), o tapicuru ou coró-coró (Phimosus infuscatus), a curicaca (Theristicus caudatus), o maçarico-real (Harpiprion caerulescens) e o tarã ou trombeteiro (Cercibis oxycera). A espécie Eudocimus ruber, de coloração escarlate, vive na parte norte da América do Sul; a E. albus é nativa da América Central e do Norte. Na Ásia destacam-se as espécies Ibis leucocephalus e Thaumatibis gigantea.
O íbis sagrado (Threskiornis aethiopica), de corpo branco e patas, cauda, cabeça e pescoço negros, é  encontrado na Arábia e ao sul do Saara. Vivia também no vale do Nilo, e alimentava-se de serpentes à época das cheias. Por motivos ignorados, está hoje quase extinto no Egito.
tp

Veja também: