Hipertiroidismo - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Hipertiroidismo


  Patologias

Hipertiroidismo, Hipertireoidismo, ou Tirotoxicose é uma doença endócrina caracterizada pelo excesso de produção de hormônio pela glândula tireoide. Tirotoxicose é o resultado clinico, fisiológico e bioquímico do excesso de hormônios tireoides: tetraiodotironina (também conhecido como tiroxina ou T4), triiodotironina (T3) ou de ambos. Geralmente os doentes com hipertiroidismo têm tirotoxicose mas o contrário nem sempre se verifica.

Causas

As principais causas do hipertireoidismo são:

  • Bócio difuso tóxico (Doença de Graves), doença autoimune da tireoide, responsável pela maioria dos casos;
  • Tireoidite: As inflamações da tireoide, como a Tireoidite de De Quervain, podem começar com aumento da produção de hormônios T3 e T4, mas depois evoluem para falta.
  • Neoplasias (tumores): Adenoma tireóideo tóxico, teratoma de ovário e coriocarcinoma podem aumentar os níveis de hormônios da tireoide em sangue. O Adenoma e o teratoma são tumores benignos, enquanto coriocarcinoma é um tipo raro de câncer de células germinativas.
  • Bócio multinodular tóxico (Doença de Plummer): Mais comum em idosos.
  • Consumo de tireoide bovina (Tireotoxicose artificial): Apelidado de "hipertireoidismo hambúrguer";
  • Consumo excessivo de iodo: o excesso de suplementos ou medicamentos para hipotireoidismo podem induzir um hipertireoidismo.
  • Amiodarona, um anti-arritmico estruturalmente similar à tiroxina(T4) que pode aumentar ou diminuir a atividade da tiroide.
  • Tireoidite linfocitária silenciosa pós-parto: Ocorre em cerca de 5 a 10% das mulheres no pós-parto de origem auto-imune. Dura alguns meses.

Sintomas

A tireotoxicose e o hipertireoidismo podem ser assintomáticos, mas quando não o são, os sintomas são devido a um excesso de T3, que estimula em excesso o metabolismo e exacerba os efeitos do sistema nervoso simpático, causando aceleração de vários sistemas corporais e sintomas que se parecem como uma sobredose de epinefrina (adrenalina). Pode ocorrer uma variedade de manifestações clínicas como:

  • Batimento cardíaco acelerado ou irregular;
  • Perda de peso;
  • Nervosismo e irritabilidade;
  • Tremores e movimentos involuntários (mioquimia);
  • Olhos saltados (Exoftalmia);
  • Aumento da tireoide (bócio);
  • Excesso de suor;
  • Mudanças nos padrões menstruais;
  • Aumento da sensibilidade ao calor;
  • Aumento do apetite;
  • Fadiga (cansaço);
  • Astenia (fraqueza muscular);
  • Dificuldade para dormir;
  • Pele grossa e cabelos finos e frágeis.

Nem todos sintomas são perceptíveis, mas tendem a piorar enquanto a quantidade de hormônio for excessiva.

Diagnóstico

É necessária a dosagem dos níveis de hormônio estimulante da tireoide (TSH,) T3 e T4 no sangue. É comum o achado de níveis baixos de TSH associado a níveis normais de T4 (hipertiroidismo subclínico). No caso de hipertiroidismo por aumento de secreção de TSH (hipertiroidismo central, ou hipofisário) encontram-se níveis altos de T4 associado a níveis normais ou altos de TSH.


Epidemiologia

É 3 vezes mais comum em mulheres, afetando 1 em cada 1000 mulheres e 3 em cada 10.000 homens. Dependendo do tipo pode ser mais comum depois dos 30, 40 ou 50 anos.
Tratamento

Medicamentos antitireoidianos podem inibir a produção de hormônios da tiroide, por exemplo o carbimazol, o metimazol e o propiltiouracil. Alternativas incluem cirurgia para extrair parte ou quase toda a tireoide (tiroidectomia), o uso de betabloqueadores e o uso de iodo radioativo (I-131) para inibir a atividade da glândula (tratamento usado há mais de 60 anos com bons resultados).

O uso de colírio anti-inflamatório e lubrificante pode amenizar os olhos saltados. Parar de fumar é essencial nesse tratamento. Casos graves podem exigir cirurgia para descompressão dos nervos e artérias oculares.

Em gatos

É comum em gatos idosos, afetando cerca de 2% dos gatos com mais de 10 anos. Geralmente é causado por um tumor benigno.

Referências

  1. Mayo Clinic (em inglês)
  2. Endocline Web
  3. Mayo Clinic (em inglês)
  4. Clininal Key (em inglês)
  5. Mayo Clinic (em inglês)
  6. Shomon, Mary (2004). "Feline Hyperthyroidism: Frequently Asked Questions, Information About Overactive Thyroid Conditions in Cats". Retrieved 24 June 2009. (em inglês)

Veja também: