Himenópteros - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Himenópteros


  Artrópodes
Os himenópteros, insetos altamente evoluídos, destacam-se pela especialização para a vida social. Constituem uma ordem com mais de 120.000 espécies já reconhecidas, ocorrem em todas as faunas e compreendem as abelhas, vespas, formigas e outros insetos, muitos chamados microimenópteros.
Os himenópteros se caracterizam pela metamorfose completa que sofrem, pelo aparelho bucal dotado de mandíbulas, abdome com o primeiro segmento incorporado ao tórax e quatro asas membranosas de nervulação reduzida, embora em alguns casos sejam ápteros, ou seja, desprovidos de asas. Em certas espécies a nervulação das asas reduz-se tanto que desaparece, o que pode coincidir com modificações na estrutura do tórax.
Esses insetos variam muito em tamanho, pois há vespas de sessenta milímetros de comprimento como também minúsculos parasitóides de ovos de outros insetos, com 0,21mm, do gênero Alaptus. Os olhos compostos são quase sempre grandes. O aparelho bucal é basicamente conformado para a mastigação, mas adapta-se para realizar de outras maneiras a ingestão de alimentos, como, por exemplo, sugando ou lambendo. As antenas, delgadas e com numerosos artículos, assumem formas e tamanhos diversos. As asas anteriores acoplam-se às posteriores por uma série de pequenos ganchos que estas últimas têm nas bordas. As pernas adaptam-se à corrida, ao salto, às escavações e à captura de presas. Em algumas abelhas, as pernas traseiras são conformadas para ajudar a recolher e transportar o pólen. O ovipositor, modificado para defesa, serve de ferrão, como nas abelhas e vespas, e para introduzir o ovo no hospedeiro que será parasitado pela larva. Nas metamorfoses, ao ovo segue-se a larva, que pode assumir a forma de lagarta ou de verme. As pupas se protegem com um pequeno casulo.
Os himenópteros mais primitivos, da subordem dos sínfitos, são na grande maioria fitófagos, ou comedores de plantas. Suas larvas roem folhas e broqueiam madeira. Os demais himenópteros, que constituem a subordem dos apócritos, são, na fase larval, parasitóides internos de outros animais ou, quando adultos, fitófagos. Essa subordem é maior do que a anterior em número de espécies e nela são reconhecidas duas infra-ordens: a dos terebrâncios, formada sobretudo por parasitas, e a dos aculeados, com muitas espécies que produzem mel e cera ou são polinizadoras de plantas ou ainda, como muitas vespas, predadoras de insetos prejudiciais ao homem.

Veja também: