Grilo - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Grilo


  Artrópodes
Conhecidos em todo o mundo, os grilos enchem o campo com seu canto, que interrompem quando se sentem ameaçados. Por essa característica, alguns povos orientais os usavam como uma espécie de "alarma silencioso" contra a aproximação de estranhos.
Grilo é um inseto ortóptero da família dos grilídeos, que compreende cerca de 2.400 espécies. De cor cinza ou parda, é dotado de longas antenas e de um terceiro par de patas, mais comprido que os outros e adaptado para o salto. A estridulação é produzida somente pelo macho, ao que parece para atrair a fêmea. Resulta do atrito da aresta estriada das asas anteriores sobre o bordo interno das posteriores e causa a emissão de um som repetitivo de certa musicalidade.
O tamanho dos grilos varia de alguns milímetros até poucos centímetros. São majoritariamente noturnos e vivem em buracos no solo, nas frestas de pedras e muros. Alimentam-se de matéria orgânica animal, de raízes e de caules de plantas. Há espécies que vivem sobre a vegetação marginal dos rios e lagoas e se nutrem de pequenos insetos. Outras vivem sobre as árvores, e são insetívoras na forma jovem e fungívoras na adulta. Algumas danificam as plantas, pois produzem pequenas lesões nos galhos, para que as fêmeas depositem os ovos.
A espécie mais comum na América do Sul é Gryllus assimilis, praga que ataca raízes, folhas e frutos de algodão, arroz, batata, milho e tomate. A espécie Oecanthus lineolatum ataca videiras. Consta que havia entre os chineses, no passado, o hábito de manter em cativeiro grilos cantores e de briga, aprisionados em pequenas gaiolas de marfim, jade ou sândalo.

Veja também: