Georges Méliès - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Georges Méliès


  Biografias

Introdutor da ficção no cinema, Méliès, com sua intuição de prestidigitador profissional, descobriu e explorou os truques básicos de filmagem: câmara lenta, congelamento, surgimento e desaparecimento gradual da imagem, superposição e dupla exposição.
Georges Méliès nasceu em Paris, em 8 de dezembro de 1861. Era mágico, caricaturista e gerente de teatro quando, em 1895, assistiu em Paris às primeiras exibições dos filmes dos irmãos Lumière, que mostravam cenas da vida real. Com grande senso de oportunidade, comprou uma câmara, construiu um estúdio, escreveu roteiros e passou a usar atores em seus filmes. Realizou, de 1899 a 1913, mais de 400 produções que mostravam incríveis truques, como pessoas seccionadas ao meio, ou que desapareciam, ou ainda se transformavam em animais diante dos olhos dos espectadores. Entre seus filmes mais notáveis registram-se Une partie de cartes (1896; Um jogo de cartas) e L"Escamotage d"une dame (1896; O sumiço de uma mulher), cuja filmagem com interrupção dá a impressão de que o personagem desaparece no ar.
As inovações do ilusionista, porém, não traduziam esforços conscientes de enriquecer a linguagem cinematográfica, pois Méliès só via o cinema como espetáculo, ou uma extensão do palco. Os filmes que se seguiram comprovam a tese: La Cuirassé Maine (1898; O encouraçado Maine) mostra um naufrágio filmado através de um aquário; La Caverne maudite (1898; A caverna maldita), uma fantasia com espectros; Cléopâtre (1899; Cleópatra); Le Christ marchant sur les eaux (1899; Cristo caminhando sobre as águas); Le Voyage dans la lune (1902; Viagem à lua). Méliès morreu em Paris, em 21 de janeiro de 1938.

Veja também: