Ganso - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Ganso


  Taxonomia

Entre os gansos, o acasalamento é monogâmico e dura enquanto viverem os dois animais. Embora nadem, essas aves não se atêm à locomoção pela água: costumam reunir-se em bandos que voam com destreza, exceto na época do cruzamento, adotando formações em V.

Originário da Europa e da Ásia, o ganso é uma ave da ordem dos anseriformes e dos gêneros Anser (gansos cinzentos) e Branta (gansos pretos) da família dos anatídeos, subfamília dos anseríneos. São maiores que os patos -- que integram a mesma família -- dos quais se distinguem, entre outras características, por não terem alargada a junção dos brônquios com a traqueia.

Os sexos são idênticos, no tocante à plumagem, porém o macho é em geral mais robusto. Os gansos alimentam-se principalmente de vegetais, que trituram com o denteado córneo do bico. Quando batem asas ou ao perceberem a aproximação de um perigo, emitem gritos profundos. Quando irritados, eriçam as penas do pescoço. O macho, assim que espanta um inimigo, solta uma nota triunfal, a que a parceira e os filhotes em geral fazem coro.

Os gansos nidificam no solo. Os ovos, de 3 a 12, brancos, sem brilho e ásperos, são incubados entre 24 e 33 dias pela fêmea, enquanto o macho monta guarda. A duração média de vida, que é de 10 a 15 anos em condições naturais, pode estender-se a mais de trinta, com cuidados especiais, em cativeiro.

A espécie mais representativa é Anser anser, da qual derivam as raças de criação doméstica. Nidifica no norte da Europa e da Ásia, mas migra para o sul no inverno. Outras espécies com o mesmo habitat são A. fabalis e A. albifrons. Na América do Sul destacam-se a Chloephaga hybrida e a C. leucoptera. Sob regime alimentar forçado, o fígado da raça conhecida como ganso-de-toulouse chega a pesar três quilos e serve de matéria-prima para o pâté de foie gras.



Veja também: