Gambá - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Gambá


  Taxonomia

Do Canadá à Argentina, ocorrem numerosas espécies de gambás, os únicos mamíferos marsupiais da América, aparentados aos coalas e cangurus australianos.

Gambá é um mamífero da família dos didelfídeos, à qual pertencem também as cuícas. Possui glândulas que emitem, quando está acuado, cheiro desagradável e forte. As quatro espécies brasileiras, do gênero Didelphis, têm de setenta a noventa centímetros de comprimento, metade do qual corresponde à cauda preênsil, de ponta nua, que se enrola com facilidade nos galhos para a locomoção sobre as árvores. O pêlo é uma mescla de longas cerdas pretas e brancas, entre as quais há uma lanugem mais curta.

A espécie de distribuição mais vasta, da Amazônia ao norte do Rio Grande do Sul, é D. aurita. A espécie gaúcha, D. paraguayensis, tem cabeça e pescoço brancos, com três listras escuras no focinho. D. marsupialis, da Amazônia, é de cor amarelada e D. albiventris, do Brasil central, é semelhante à espécie rio-grandense, porém menor e com orelhas maiores.

Os gambás têm hábitos noturnos e se alimentam de frutas, vermes, larvas e até alguns vertebrados. A reprodução ocorre duas vezes por ano. Após um período de gestação de apenas 13 dias em média, nascem de 10 a 18 filhotes que permanecem numa bolsa formada pela pele do abdome da mãe (marsúpio), onde são amamentados por quatro a cinco semanas.


Veja também: