Galeno - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Galeno


  Biografias
Além do sentido inovador de suas pesquisas, a obra de Galeno lançou as bases da fisiologia experimental, um dos ramos clínicos que melhores resultados proporcionou à medicina.
Cláudio Galeno nasceu em Pérgamo, na região de Anatólia, atualmente parte do território turco, no ano 129 da era cristã. De origem e educação gregas e filho de renomado arquiteto, teve oportunidade de conhecer, na cidade natal, importantes personalidades que visitavam o templo de Esculápio, deus romano da medicina para fazer promessas e buscar curas. Seu natural pendor para as artes curativas e a vocação para a filosofia convenceram seu pai a mandá-lo estudar ambas as disciplinas nos principais centros da época -- Esmirna, na Anatólia, Corinto, na Grécia e Alexandria, no Egito --, onde praticou as primeiras dissecações em animais e manteve contato com eminentes pesquisadores contemporâneos.
No ano 157 regressou a Pérgamo e quatro anos depois mudou-se para Roma, onde exerceu a profissão de médico. Os bons resultados que obteve em casos recusados por outros clínicos granjearam-lhe prestígio nos círculos aristocráticos, pelo que foi admitido na corte de Marco Aurélio quando este compartilhava o título de imperador com Lúcio Vero.
Ao mesmo tempo em que participava de discussões filosóficas, com uma postura eclética, fruto de sua formação aristotélica e da leitura de Platão, Epicuro e dos estóicos, realizava sessões públicas de dissecação e anatomia, a que assistiam personalidades de alta estirpe. A anatomia de Galeno, conservada em seus escritos, baseava-se, sobretudo, na dissecação de animais, especialmente de macacos africanos, pela singular semelhança com o organismo humano. Suas descrições de músculos e ossos são bastante completas, porém ainda mais minuciosas e perfeitas são as observações sobre nervos, artérias e veias, que estabeleceram um marco na história da anatomia. São também notáveis as experiências de vivissecação, que lhe permitiram descrever com exatidão as coronárias, os ureteres e os nervos laríngeos e espinhais.
Galeno sustentava que a saúde do homem dependia do equilíbrio de quatro humores fundamentais: sangue, bílis, pituíta e atrabílis. Tal princípio seguia sumariamente o esquema proposto por Hipócrates. Os ensinamentos de Galeno foram fielmente observados pelos médicos ao longo de toda a Idade Média. A moderna pesquisa científica, no entanto, mostrou os equívocos em que incorreram alguns postulados galênicos.
Por motivos não muito claros, talvez por críticas fundadas na inveja dos profissionais romanos, Galeno abandonou Roma no auge do sucesso para retornar a Pérgamo, em 166. Dois anos depois, regressou novamente à capital do império, a chamado de Marco Aurélio, para auxiliar na guerra contra os germânicos. Morreu provavelmente em Roma, no ano 199. Seu legado à posteridade compreende mais de cem relatos escritos de seu trabalho, os quais foram trazidos ao conhecimento ocidental por tradutores árabes medievais.

Veja também: