Frederick Grant Banting - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Frederick Grant Banting


  Biografias

Considerado durante séculos um mal incurável, o diabetes ou excesso de açúcar no sangue foi uma estranha doença para a qual não havia tratamento até que, na década de 1920, Banting descobriu, com um de seus colaboradores, a insulina, hormônio segregado pelo pâncreas e cuja deficiência no organismo provoca o aumento do nível de glicose no sangue.

Frederick Grant Banting nasceu na localidade canadense de Alliston, Ontário, em 14 de novembro de 1891. Fez estudos superiores em Toronto e exerceu a medicina nessa cidade e, posteriormente, em Londres, onde praticou a cirurgia ortopédica. De volta ao Canadá, ingressou na Universidade de Toronto e em 1921, junto com Charles H. Best, isolou a insulina no laboratório de J. J. R. Macleod, chefe do departamento de fisiologia da universidade.
Anteriormente, alguns pesquisadores haviam sugerido que a insulina, de natureza protéica, podia ser produzida nas ilhotas de Langerhans, peculiares estruturas do pâncreas; (daí seu nome, do latim insula, "ilha"). Entretanto, as tentativas de isolá-la haviam fracassado, visto que era destruída pelas enzimas do pâncreas.

Banting e Best isolaram a insulina bloqueando o conduto pancreático de animais retirados do ventre da mãe antes do parto, com o que se impediu a ação das enzimas e foi possível extrair o hormônio. Depois de purificada, a insulina foi obtida em forma cristalina e em seguida teve comprovada sua eficácia no tratamento do diabetes. Por sua descoberta, Banting foi agraciado, junto com Macleod, com o Prêmio Nobel de fisiologia e medicina de 1923. Morreu em 21 de fevereiro de 1941, num acidente aéreo na Terra Nova.


Veja também: