Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



176 Slides Power Point grátis

Só baixar, editar e começar a usar.

Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda


  Biografias
Familiarizado com os autores europeus, em especial os alemães, o escritor e jurisconsulto Pontes de Miranda difundiu novos métodos e concepções do direito no Brasil. Sua obra, pioneira em diversos setores, distribui-se por quase todos os campos da ciência jurídica, do direito constitucional ao civil, do processual ao comercial.
Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda nasceu em Maceió AL em 23 de abril de 1892. Bacharel pela Faculdade de Direito de Recife PE, em 1911, seus primeiros livros -- À margem do direito (1912) e A moral do futuro (1913) -- mereceram o estímulo de Clóvis Beviláqua, Rui Barbosa e José Veríssimo. Essas obras foram o início de uma vasta produção bibliográfica, que se alonga por 144 volumes e abrange sociologia, filosofia, política e poesia, além do direito, tema de 128 volumes, num total de 29 títulos.
Advogado e publicista, somente em 1924 ingressou na magistratura, como juiz de órfãos. Nessa ocasião, tinha mais três obras publicadas: História prática do habeas-corpus; direito positivo comparado, constitucional e processual (1916), Direito de família; exposição técnica e sistemática do Código Civil brasileiro (1917) e Sistema de ciência positiva do direito (1922). Trabalhou, em seguida, como desembargador do antigo Tribunal de Apelação do Distrito Federal, época em que também representou o Brasil em duas conferências internacionais: Santiago, no Chile, em 1923, e Haia, nos Países Baixos, em 1932. Essas experiências influíram em sua transferência para a carreira diplomática em 1939, quando foi nomeado embaixador na Colômbia. Posteriormente, voltou a desempenhar funções de representante do país em conferências internacionais até 1943, quando afastou-se da
real via

Veja também: