Faisão - BioMania
O melhor portal biológico da internet!



Faisão


  Taxonomia

Originários da Ásia, os faisões apresentam acentuado dimorfismo sexual, com notáveis diferenças de coloração e tamanho entre machos, que exibem penas ricamente pigmentadas e têm a cauda comprida, e as fêmeas, menores e de cor mais discreta.

Aves da ordem dos galiformes e família dos fasianídeos, a mesma dos urus brasileiros, os faisões se classificam em cerca de 16 gêneros e cinquenta espécies. Sua área de distribuição se encontra na China e na Malásia mas, em virtude da rara beleza dessas aves, várias espécies foram levadas para outras partes do mundo, desde a antiguidade, e mantidas em coleções e zoos. Outras, devido à caça, estão quase extintas.

Os faisões vivem em pequenos bandos em matas ralas e campos e se nutrem de vegetais, Vermes e insetos. Correm bem entre as ervas, mas não são desembaraçados no voo e por isso ficam expostos à ação de predadores como fuinhas e raposas. Na época do acasalamento, os machos emitem gritos roucos, realizam elaboradas exibições nupciais e brigam muito entre si. As fêmeas botam de 8 a 12 ovos, menores que os de galinha, em ninhos feitos de capim no chão. Os filhotes nascem em cerca de 25 dias e, duas semanas depois, já dão mostras de independência.

O faisão comum (Phasianus colchicus), o mais conhecido, é nativo da Cólquida e se apresenta em quase trinta raças dispersas pela Ásia. Tem o corpo esguio e elegante, com cerca de noventa centímetros de comprimento, o pescoço esverdeado e várias cores na plumagem. A fêmea é menor e cobre-se apenas de cinza, marrom e preto. A beleza da plumagem dos machos é também notável em espécies como o faisão-dourado (Chrysolophus pictus), o faisão-prateado (Lophura nycthemera) e o faisão-ocelado (Argus giganteus).



Veja também:




Copyright © 1999 - 2021 - Development by Dolci Tecnologia. Todos os direitos reservados